Nome
E-mail
Home | Notícias
Noel Cardoso vence o prémio "Forcado de Prata"
Depois da grande corrida do dia anterior em Montemor, a feira continuava com mais uma espectáculo. Desta feita a tradicional novilhada de segunda-feira dava lugar à 1ª “Espora de Prata” da revista Novo Burladero, em disputa para o melhor cavaleiro praticante em praça, Manuel Telles Bastos, Manuel Lupi, Duarte Pinto e Marcos Tenório Bastinhas. Para a melhor pega encontrava-se em disputa o prémio “Forcado de Prata”, competido entre os mais novos dos Grupos de Montemor e Évora, para serem lidados era anunciado um curro bem apresentado de novilhos-toiros da Herdade de Pégoras. A segunda parte do espectáculo era composta por dois cavaleiros amadores, Cristina Marques e José Miguel Prates que lidavam duas reses para serem pegadas pelos Grupos Infantis e Benjamins de Montemor.

Como anunciados os toiros saíram bem apresentados com os pesos entre os 490 kg e os 530 kg e sérios, obrigando a todos os intervenientes, cavaleiros e forcados a aplicarem-se e a mostrarem todo o seu valor. Com muito andamento e voluntariosos permitiram que as novas figuras do toureio triunfassem com boas lides que entusiasmaram a praça cheia de Montemor, também para a pega os toiros se entregaram imprimindo velocidade e força obrigando os dois grupos a darem o seu melhor para realizarem grandes pegas na mística arena.

Para o nosso primeiro toiro o cabo José Maria Cortes (cabo do Grupo Juvenil de Montemor) escolheu o forcado João Caldeira. Brindou à conhecida figura Mestre David Ribeiro Telles e com a elegância que lhe conhecemos citou o toiro, prontamente o mesmo investiu e com uma reunião que não foi perfeita o forcado fechou-se. Com o toiro embalado e a fugir ao grupo, os ajudas tiveram de recuperar posição para assim concluírem uma boa primeira pega, bem rematada pelo rabejador João Tavares.

Para o terceiro toiro da tarde perfilou-se o forcado Noel Cardoso, brindou ao público e após alguns passos carregou. Com o toiro a investir duro e veloz, o forcado fechou-se com alma e  para ficar. O grupo de ajudas não foi o mais eficiente, só conseguindo ajudar junto às tábuas depois de uma viajem dura, com mérito para o forcado da cara. Com esta pega vistoso o júri nomeou Noel Cardoso como o vencedor do prémio em disputa.

A segunda parte do espectáculo era dedicada aos mais novos, depois de duas lides promissores dos jovens amadores, perfilaram-se para pegar os mais novos de Montemor, o Grupo Infantil e o Grupo Benjamim. A vontade e garra que demonstraram pega após pega, contagiaram o público que enchia por completo a praça da nossa terra, que não mais vai esquecer um grande espectáculo, recheado de jovens heróis. Quanto ao futuro do nosso Grupo, esse está garantido por muitos e muitos anos.

05.09.2005

Rodrigo Corrêa de Sá

Fotografias: Francisco Romeiras

Voltar
com o apoio de