Nome
E-mail
Home | Notícias
Tourada Real Cheia de Emoção
Foi no passado dia 24 de Junho que se realizou mais uma corrida do Grupo de Montemor, desta vez encontrávamo-nos em Alcácer do Sal por motivos da “Tourada Real”. Com a praça composta, cheia de ambiente e na presença dos Duques de Bragança, saiu à praça um bonito curro da ganadaria de D. Luís Passanha, para serem lidados pelos cavaleiros António Ribeiro Telles, Vítor Ribeiro e João Moura Caetano, em competição com os Montemorenses repartiam cartel os amigos do Grupo de Forcados Amadores de Évora.

O primeiro toiro com o peso de 540 kg saiu alegre e a cumprir tendo proporcionado bons momentos ao cavaleiro António Telles. Para a cara o escolhido foi o forcado José Maria Cortes, brindou a S.A.R. o Duque de Bragança e com presença andou para o toiro. Já perto dos terrenos do seu oponente carregou a sua investida, aguentou e fechou-se com decisão à córnea. O Grupo bem atrás, a dar vantagens, liderado pelo primeiro ajuda António Corrêa de Sá e bem rematada pelo rabejador João Tavares concluiu uma pega vistosa, plena de dificuldade, dando o mote para uma corrida de touros cheia de emoção.

O nosso segundo toiro apresentou-se em praça com o peso de 570 kg, lidado pelo cavaleiro João Moura Caetano, conseguiu nos primeiros ferros ainda tirar algum partido do seu adversário, que com o decorrer da lide fechou-se em tábuas demonstrando toda a sua mansidão. João Mantas sempre nos terrenos do toiro tentou provocar a investida do animal e depois de se ter mudado os terrenos do toiro com a mesma sorte, optei pela pega de cernelha, desta feita os escolhidos foram a habitual parelha Manuel Mata e João José Comenda. Mais uma vez o jogo de cabrestos não cumpriu, trazendo dificuldades acrescidas a uma sorte que só por si já é cheia de dificuldade, e foi com o toiro destapado e a ser chamado às tábuas que os forcados com decisão entraram e consumaram uma pega com pouca luta do oponente.

O último toiro apresentou-se em praça com o peso de 570 kg, Vítor Ribeiro que atravessa um bom momento de forma, mostrou de novo todas as suas capacidades perante um toiro com pouca bravura que cedo procurou as tábuas. De novo o escolhido foi João Mantas que merecia nova oportunidade. Com a mesma garra e vontade e já nos terrenos do toiro, conseguiu provocar a sua saída, consentiu com mestria e agarrou-se com ainda mais vontade, aguentou derrotes violentos com o toiro a fugir ao grupo, que só junto ao Director de Corrida conseguiu encerrar uma grande pega, com muito mérito para o forcado da cara João Mantas.

De parabéns esteve também o grupo de Évora que com três boas pegas respectivamente à 1ª, 4ª e 1ª tentativas,  contribuiram também para a noite de Alcácer do Sal ter sido uma tourada cheia de emoção. Como a corrida o jantar foi uma grande festa e a animação durou até de madrugada.

24.06.2005

Rodrigo Corrêa de Sá

Voltar
com o apoio de