Nome
E-mail
Campicarn
Horta Osorio Wines
Apormor
Montemor o Novo
Home | Notícias
Caldas da Rainha, 1 de Junho de 2019

No primeiro fim-de-semana de responsabilidade do mês de Junho, o nosso Grupo dirigiu-se às Caldas da Rainha, para atuar no Festival solidário para com as vítimas da catástrofe ocorrida em Moçambique. A organização deste festival foi da autoria do Grupo de Forcados Amadores das Caldas da Rainha em conjunto com a Fundação LVida, a quem queremos dar os parabéns pela iniciativa, e agradecer por mais uma vez provarem que a Tauromaquia tem na sua índole valores e princípios essenciais para a sociedade.

O cartel de 1 de junho era preenchido pelos cavaleiros: Ana Batista, António Brito Paes, João R. Telles Jr. e Joaquim Brito Paes (Cavaleiro Praticante) e a pé pelo matador Manuel Dias Gomes e o jovem amador Vasco Veiga. As rezes foram gentilmente cedidas pelos ganaderos de Prudêncio, David R. Telles, Dr. António Silva, Manuel Veiga, Calejo Pires e Sociedade das Silveiras, que permitiram um espetáculo agradável, com bons momentos de toureio, tanto a cavalo como a pé. Para além das boas atuações dos consagrados, ressaltaram as atuações das novas promessas.

Foi em casa da família Calisto que fomos muito bem recebidos, e a quem queremos agradecer a generosidade e boa disposição com que o fizeram.

Num dia em que o nosso cabo teve um compromisso, saiu a cabo o elemento mais velho presente, o conceituado Francisco Borges, para liderar o Grupo num dia de oportunidades para os mais novos.

Para pegar o primeiro toiro da tarde, um Prudêncio com 470 kg, toureado pela cavaleira Ana Batista, saltou o forcado Zé Maria Cortes Pena Monteiro. Brindou ao seu tio Duarte Cortes (Padrinho e antigo forcado do grupo de Santarém) e ao nosso Zé Maria Cortes (que aqui se fardou pela primeira vez e pegou o seu primeiro novilho pelo grupo de Montemor). Efetuou uma pega vistosa à primeira tentativa depois de citar com classe e conseguir uma reunião correta, com uma boa ajuda do Manuel Campilho e do restante grupo. O Zé Maria, numa altura em que existem poucas oportunidades para os forcados mais novos mostrarem o seu valor a pegar de caras afirmou-se como ajuda, ocupando atualmente um lugar no “núcleo duro” do nosso grupo, mas tem vindo a aproveitar as oportunidades a pegar de caras mostrando que pode vir a ser um forcado polivalente e muito útil.

Para pegar o nosso segundo, um novilho da ganadaria David Ribeiro Telles com 465 kg, lidado pelo João Ribeiro Telles Jr, foi escolhido o Miguel Sampayo Ribeiro. O Miguel tem acompanhado assiduamente o grupo e evoluído nos treinos merecendo esta oportunidade e a responsabilidade que dela advém. Na sua estreia, após brindar à organização do festival, apresentou-se vigoroso nas palmas e elegante no cite. Precipitou-se ao carregar e mais tarde teve uma reunião com impacto, na viagem o novilho “afocinhou” dando uma cambalhota, que o fez sair da cara.

Na segunda tentativa, o nosso “Fofinho” conseguiu uma reunião mais eficaz a um novilho de córnea fechada, e contou com uma boa ajuda do Francisco Valadas e do restante grupo, resultando numa primeira pega muito completa.

Desta tarde resultou uma boa atuação do grupo, oportunidades aproveitadas e forcados da cara e ajudas mostrando que querem, podem e merecem mais!

Pelo Grupo de Forcados Amadores das Caldas da Rainha, pegaram Duarte D’Orey Manoel e Martim Graciosa, ambos a efetuarem duas boas pegas à segunda tentativa.

Depois do espetáculo, jantámos com bom ambiente na tertúlia dos Forcados das Caldas da Rainha, a quem agradecemos o convite, e pedimos desculpa por sairmos mais cedo que o desejado, devido ao compromisso sério do dia seguinte em Coruche.

João Mègre Pires

Fotografias: Fernando Clemente

Voltar
com o apoio de