Nome
E-mail
Campicarn
Horta Osorio Wines
Apormor
Montemor o Novo
Home | Notícias
Praça de Toiros de Campo Pequeno, 12 de Abril de 2019

Foi um grande presente de anos a gloriosa actuação do Grupo de Forcados de Montemor na corrida inaugural da temporada no Campo Pequeno, pena que tenha tido pouco mais de meia casa forte. Com um cartel constituído pelos cavaleiros António Ribeiro Telles, Rui Fernandes e Duarte Pinto e pelos Grupos de Forcados de Montemor e Vila Franca capitaneados respectivamente por António Vacas de Carvalho e por Vasco Pereira, grupo este que mostrou estar em bom momento com uma actuação de qualidade, com duas boas pegas à primeira tentativa e uma ultima pega duríssima que foi resolvida à terceira tentativa com muita aplicação e valentia. Lidou-se um imponente curro de Toiros de António Silva.

Corrida muito agradável de se ver, em tempo útil (cerca de 2 horas e 20 m), coisa que vai sendo rara hoje em dia, com boas prestações tanto dos toiros, estes bem apresentados com muito peso e de um modo geral com bravura e trapio, assim como dos Cavaleiros e Forcados.

Quanto ao nosso Grupo de Montemor, passo a dar a opinião daquilo que vi por ter sido desafiado a fazê-lo:

Em primeiro lugar uma palavra para o António que apesar de como sabermos ter uma função muito difícil como a de ser cabo, tem vindo a demonstrar grande competência a comandar o Grupo e que em relativamente pouco tempo, apesar de ter vivido a saída de forcados importantes, soube e bem aproveitar os que transitaram do anterior cabo e escolher novos para garantir o futuro.

Para o primeiro com 532 kg saltou o Francisco Barreto (Ico) que brindou ao público, como mandam as regras, já que é este um elemento importantíssimo para a continuidade da festa. Contou com a primeira ajuda do Nuno Campelo e a rabejar o Francisco Godinho (Sacaio).

O Ico mais uma vez mostrou muita decisão, confiança,  muita garra, bonito cite e pegou com dureza à primeira tentativa, correspondendo à confiança e responsabilidade atribuídas pelo cabo de ser ele a abrir a actuação do Grupo.

Para o segundo com 544 kg, mandou o cabo o João da Câmara, que brindou a Manuel Martins da empresa Campicarn, grande aficionado. Como primeira ajuda saltou António Cortes Pena Monteiro e a rabejar o Manuel Vacas de Carvalho. O João com muita presença e muita calma, citou com elegância, templou, aguentou e pegou igualmente à primeira tentativa. Quanto a mim tudo perfeito, pena o Toiro não ter sido “um pouco a mais” .

Para o terceiro e nosso último, com 650 kg, já se adivinhava que fosse, para acabar em enorme triunfo, o indiscutível e para mim, daqueles que tenho visto num passado próximo, o melhor Forcado da actualidade, ou seja: Francisco Borges. Teve a amabilidade de me brindar pelos meus 69 anos, o que agradeço ao cabo, a ele e ao Grupo. Como primeira ajuda, mais uma vez, o Tó Pena e para rabejar novamente o Sacaio.

Ora bem, o Francisco como sempre, dá à partida, uma enorme confiança desde que pisa a arena com muita presença, bom entendimento do Toiro, os tempos todos correctos, e muita qualidade a consentir, receber e fechar-se. Não conseguiu no entanto pegar à primeira, mesmo vindo bem fechado, já que o Toiro se desviou um pouco da trajectória que levava, não tendo o Pena conseguido ajudar como sabe, o que dificultou também a ajuda dos restantes elementos, tendo em conta os duros e consecutivos derrotes do Toiro.

Foi para a segunda tentativa como se nada fosse, estando mais uma vez muito bem, tendo concretizado a pega da noite! Pega muito dura, com uma enorme ajuda do Tó Pena, que foi ruídosamente chamado por todo o publico à arena para dar não uma, mas duas voltas. Acompanhando o Forcado da cara, situação que não me lembro de já ter visto, pois só me lembro de muitos primeiros ajudas com todo o mérito darem uma volta, mesmo quando o cara deu duas.

Por fim, apesar de só me ter referido aos caras, primeiros ajudas e rabejadores é claro que não me esqueço que qualquer pega é feita por oito elementos e que, neste caso, estiveram todos à altura, dando uma verdadeira lição de conjunto, equipa e entrega.

Muitos parabéns a todos por este início das comemorações dos Oitenta Anos do Grupo.

Pelo Grupo de Montemor, “Venha Vinho” e que DEUS vos proteja.

Lisboa, 15 de Abril de 2019

Francisco Pimenta da Gama

Fotografias: Miguel Calçada de Sousa

Veja o vídeo das pegas, seguindo o link:

https://www.youtube.com/watch?v=pkvgFwjF0QE

Voltar
com o apoio de