Nome
E-mail
Home | Notícias
“Limpinha” em Reguengos!

10 de Junho, feriado nacional, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Dia da Tradicional Corrida de Junho em Reguengos de Monsaraz – inserida nas Festas de Santo António. Este ano, São Pedro também quis marcar presença e, embora não tenha chovido durante a realização do espectáculo (só após o terminus da corrida), a temperatura esteve bem longe daqueles calores que normalmente são característicos destes dias de Junho. 

Corrida em Reguengos, manda a tradição que a fardação seja no Telheiro, mais propriamente na Casa Saramago, propriedade da Família Godinho. Uma vez mais, os nossos queridos amigos “Sacaios” receberam-nos lindamente! Um belíssimo almoço, com vista privilegiada para o bonito Castelo de Monsaraz e um ambiente de enorme tranquilidade e amizade. Os “ares” do Alqueva serviram de mote para a concentracção necessária ao desafio que se aproximava. Obrigado a toda a ilustre Família Godinho, que tanto gosto tem em reunir e receber o “nosso” Grupo de Montemor!

Vamos à corrida:

Seis toiros da ganadaria de Maria Guiomar Cortes de Moura. Cavaleiros: João Moura, Pablo Hermoso de Mendonza e João Moura Caetano. As pegas ficaram a cargo dos Grupos de Forcados Amadores de Montemor-o-Novo e Monsaraz.

A corrida começou com um momento bastante emotivo. O empresário Vasco Durão decidiu homenagear justa e postumamente o ilustre médico veterinário reguenguense Dr. Manuel Fialho Correia. Enorme aficionado à Festa de Toiros (com forte ligação às coudelarias e ganadarias da região, veterinário de excepção e uma grande personalidade ligada às causas sociais, principalmente, à acção social Católica. Homem dedicado à Família, quis o destino que também ficasse ligado ao Grupo de Montemor: Pai da Tia Maria do Carmo Borges, Sogro do Tio Francisco Borges e Avô dos actuais elementos Pedro e Francisco Maria Borges… Depois das cortesias, toda a Família do homenageado (presente nas bancadas) foi chamada à arena. Foi um momento de grande emotividade e que, de certo, encheu de orgulho os presentes e o próprio homenageado!

Para pegar o primeiro da ordem, saltou à praça o José Maria Vacas de Carvalho: forcado da novíssima geração do Grupo e que tem revelado bastante confiança nos diferentes desafios que tem abraçado. Citou de forma muito serena, caminhou tranquilamente para o meio da praça e, quando quis, mandou vir o toiro. Aguentou-o de forma excepcional: os dois pés bem juntos na arena, recuando os passos suficientes, para depois obter uma excelente reunião. As ajudas mostraram grande coesão e a pega foi consumada com brilhantismo. Reparem bem na fotografia que acompanha a crónica e retrata bem o momento descrito “do aguentar”!

Para pegar o terceiro guiomar, o escolhido foi o Vasco Carolino, elemento que tem dados provas e que transmite segurança ao Cabo António. O Vasco soube entender muito bem o toiro que tinha pela frente: “mal visto” e pouco encastado… Dificuldades acrescidas que foram ultrapassadas com grande naturalidade e inteligência. O forcado foi contornando estes obstáculos, procurando o melhor momento para provocar a investida. Assim que percebeu que o toiro estava com ele, mandou-o vir, reunindo com bastante decisão à barbela. Mais uma vez, o Grupo entrou decidido e eficaz, consumando-se outra boa pega!

Para o último do lote, o Cabo António escolheu o nosso “Cristiano Ronaldo”: Francisco Maria Borges! Nesta corrida não faltavam motivos emocionais para o Francisco pegar: homenagem merecidíssima ao Avô (na praça da sua terra), Reguengos é uma arena onde o Francisco gosta de pegar e, havia ainda umas “contas para ajustar”, que vinham da corrida de Évora! Pois bem, o Francisco saltou para a arena, brindou a toda a sua Família presente e colocou o decidido barrete. Citou com galhardia e o toiro arrancou-se de imediato. O forcado aguentou-o bem, reuniu com muita eficácia e o Grupo revelou, uma vez mais, grande eficiência no momento de ajudar, mostrando muita coesão. Concretizou-se assim mais uma pega ao primeiro intento. Olé Francisco! A tarde era para triunfo!

Nesta corrida “limpinha” tenho que destacar a prestação de todos os Ajudas. Em particular, quero registar a prestação dos três primeiros ajudas que foram à praça: António Cortes Monteiro, António Núncio Cecílio e Nuno Campelo. Todos estiveram em grande plano, transmitindo muita confiança ao Grupo. Uma última referência ao Francisco Godinho “Sacaio”: a jogar em casa, a inspiração ainda foi maior!

Pelos Amadores de Monsaraz pegaram à primeira Paulo Caturra, Miguel Valido e Hugo Torres.

Um grande “Olé” ao melhor Grupo do Mundo!... Pelo Grupo de Montemor... venha vinho!

Reguengos de Monsaraz, 10 de Junho de 2018

Miguel Soares

A corrida em imagens (fotografias de Florindo Piteira):

Voltar
com o apoio de