Nome
E-mail
Home | Notícias
Alcácer do Sal, 30 de Setembro

Começo por dar os parabéns ao nosso Grupo, pela forma como nos encheram de orgulho, pela brilhante e séria actuação que nos proporcionaram.

Esta Praça tem para mim um significado especial. Porque foi uma praça onde peguei muitos toiros, porque fui seu empresário durante 6 anos, porque carrega o nome de uma das maiores figuras de sempre da nossa tauromaquia – Senhor João Branco Núncio - , porque me une à família Núncio uma relação antiga de amizade...... e, finalmente, porque aqui perdemos o nosso querido Cabo e Amigo Zé Maria.

Assim, foi com um sentimento profundo que me sentei na bancada entre a minha filha Ulrika e o meu grande amigo e excelente forcado - Luís Borges.

Corrida de grande expectativa pelos toiros que se anunciavam, ganadarias duras e com história – Miura e Grave. Toiros que tudo põem no sítio e que “destapam” aqueles que, menos preparados, têm o arrojo de se pôr diante deles.

Para pegar, tocaram-nos em “sorte” dois de Miura e um de Murteira Grave. Alternando connosco estava em praça o GFA de Santarém, nossos "eternos rivais".

A abrir praça pelo nosso Grupo saltou seguro o João da Câmara. O toiro apresentava-se fácil para pegar e bom para confiar o João a quem, depois de uma pega histórica em Évora, as coisas não têm corrido bem. Pôs o barrete no “nosso” sítio, nos tércios, dando vantagens como sempre nos ensinaram e é marca do Grupo de Montemor, mas rapidamente, com 3 passos largos, se colocou praticamente nos médios. O toiro de Miura, por sinal o único bravote, ao sentir o forcado arrancou-se com uma investida franca e veloz. O João descompôs-lhe a investida ao carregar a “sorte” a cerca de 3 metros quando o toiro já começava a humilhar. Como tal, a reunião resultou algo deficiente, tendo o toiro investido com o corno direito pela frente. Não foi uma reunião perfeita, mas o João “trancou-se” de braços e fez uma boa pega à 1ª tentativa.

Para pegar o segundo toiro do nosso Grupo, uma “cabra” tonta com o ferro de Miura, o António mandou para a cara o Ico Barreto. E aquilo que vimos foi uma pega perfeita. Uma pega de largo que, como todos sabemos, é a pega mais fácil de executar. O difícil é que tecnicamente todos os tempos da pega e todos os pormenores sejam executados na perfeição. Ora foi isso mesmo que o Ico fez. Com 2 "passitos", ainda nos tércios, onde se tinha colocado para iniciar o cite, alegrou a investida pronta do Miura e estático aguentou toda a viagem e com os mesmos 2 "passitos" recuou para se fechar numa reunião perfeita. À Grupo de Montemor !!!

Como à Grupo de Montemor foi a última pega que encerrou esta corrida e esta temporada. Um de Murteira Grave teve a honra de ter pela frente um Forcado com todas as letras grandes. TOUREIRO !!! É do Francisco Borges que vos falo. Tudo é distinto e diferente com o Francisco. A forma como anda na praça, o sítio onde se coloca para iniciar o cite, a forma como caminha, toureando. Sinto que disfruta o momento e isso transmite-se para o público. A forma como mandou na investida deste “grave” é de um senhor toureiro. O toiro saiu a passo e andou até para lá dos tércios. Julgo que o Francisco sentiu que aquele não era o sítio dele. Não sentiu bem aquela distância. Então aguentou o “parón” do toiro e depois de o ter colocado onde quis e muito bem entendeu, provocou decidido a investida do manso e, depois de templar, reuniu de forma perfeita.

É tirando partido das condições dos toiros que se pode dar espectáculo. Foi isso que vimos nesta tarde em Alcácer do Sal!

Não é o sítio indicado, nem me cabe a mim avaliar aqui a actuação do GFA de Santarém. Apenas registar, e porque se trata de um Grupo com quem gostamos de rivalizar, que não deram uma única volta à praça. E isto, desde que me lembro, nunca tinha acontecido em corridas onde alternaram com o Grupo de Montemor.

Uma última palavra para todos aqueles que já vestiram a nossa jaqueta e que estavam a acompanhar o Grupo com toda a admiração e cheios de orgulho!

Pelo Grupo de Montemor, por esta tarde importante, pela temporada de 2017 e por todas aquelas que virão........ VENHA VINHO !!!

Carlos Pegado

A corrida em fotografias (gentilmente cedidas por Maria João Mil-Homens):

Voltar
com o apoio de