Nome
E-mail
Home | Notícias
Corrida de toiros em Reguengos de Monsaraz

No passado dia 14 de Junho, o Grupo de Montemor associou-se a uma bonita homenagem às antigas glórias naturais da aficionada localidade de Reguengos de Monsaraz. Num cartel bem rematado, para fazer frente a um bonito curro de toiros Murteira Grave, actuaram os Cavaleiros Luís Rouxinol, Rui Fernandes, e Manuel Telles Bastos e, as pegas foram repartidas com o Grupo de Santarém.
 
A fardação decorreu no simpático turismo da Família Godinho no sopé da Vila de Monsaraz, que como é seu timbre, foram inexcedíveis.
 
Quanto à corrida, o nosso primeiro toiro, o mais pesado, com 595kg, uma verdadeira estampa, saiu alegre, mas já no fim da lide, foi acusando o calor e o cansaço. O António escolheu o Francisco Borges para pegar. O Xiquinho, com a sua eficácia, técnica e poder, resolveu à primeira tentativa a contenda com o seu oponente. Mandou no toiro, carregou a sorte quando quis, recuou templadamente fechou-se como conseguiu, uma vez que o toiro pisou-lhe o pé no momento da reunião. A viagem foi “feita” sempre com o toiro com a cara em baixo, algo pendurado, o que não significou que o Francisco desistisse da luta e tudo fez para ficar. E ficou. No capítulo das ajudas, o grupo fechou com coesão, apesar de ser sempre difícil ajudar quando o toiro traz o forcado com a cara em baixo, houve técnica e vontade dos ajudas em fechar a pega. De salientar a abnegada ajuda do Joaquim Murteira Correia, que lhe valeu uns pontinhos na cabeça.
 
O nosso segundo toiro da tarde, de 540kg de peso, foi pegado pelo próprio Cabo, que na primeira tentativa sofre um derrote ingrato e despejado. De tentativa para tentativa as condições do toiro foram piorando, a juventude e as “ganas” do grupo escolhido também não permitiram que a pega fosse concretizada nos intentos iniciais. Para a história fica uma à 5.ª tentativa, sendo certo que melhores actuações se seguirão.
 
O último toiro da corrida, que acusou na balança o peso de 560kg, foi pegado por Frederico Caldeira à 2.ª tentativa. Mandou vir o toiro de largo, aguentou, mas não recuou o suficiente para evitar uma reunião que tanto teve de sonora como violenta. Não foi possível acoplar-se devidamente ao toiro, obrigando a uma 2.ª tentativa. Como forcado experiente que é, emendou-se, e bem, concretizando uma bonita pega.
 
Como não poderia deixar de ser, gostaria de agradecer à família Murteira Correia, à Família Borges e à família Godinho pela história que escreveram e que seguem escrevendo no nosso Grupo, sendo sem dúvida merecidos homenageados desta tarde.

 

Noel Cardoso

Voltar
com o apoio de