Nome
E-mail
Home | Notícias
Fim-de-semana taurino: 7, 9 e 10 Agosto

Este fim de semana taurino e de digressão para o GFA Montemor, teve início em Albufeira no passado dia 7 de Agosto. O cartel era composto pelos cavaleiros, João Moura, Joaquim Bastinhas e Tito Semedo. Os toiros eram do nosso querido “tio” Jorge Mendes. Para os pegar, para além do nosso Grupo, perfilavam-se os Amadores de Beja.

Devido à lesão de um dos toiros após o sorteio, o sobrero viu-se obrigado a entrar para a corrida, posto isto, não haveria substituto para algum toiro que se lesionasse durante a corrida.

Não se magoou um toiro, mas sim dois! O que fez com que apenas fossem pegados quatro toiros, dois por cada grupo.

Para pegar o primeiro toiro que nos viria a calhar saltou o forcado Pedro Borges. O Pedro é um forcado muito calhado a ajudar mas que tem tido poucas oportunides a pegar de caras, talvez por isso só tenha conseguido resolver à segunda tentativa. Na primeira sofreu uma voltareta logo no momento da reunião, mas mesmo assim fez de tudo para lá ficar. Na segunda tentativa viu-se obrigado a entrar em terrenos que fazem secar a boca, mas esteve perfeito! Sacou-se muito bem a um Jorge Mendes, escasso de forças e com 470 kg, trazendo-o toureado até ao momento da reunião, reuniu bem e fechou-se para não mais sair, num toiro que se parou a tentar tirar a cara, mas a vontade do forcado e a coesão do grupo concretizaram esta rija pega.

O nosso segundo toiro foi pegado, e bem (!) pelo jovem forcado Luís Valério. Filho de uma antiga glória dos Amadores de Santarém, com o mesmo nome, e primo de um dos grandes forcados do nosso grupo, João Cabral, o Valériozinho tem mais do que pretextos para vir a ser um bom forcado. Teve pela frente um quatreño da ganadaria Fernando dos Santos, com muita pata. Pela segunda vez a pegar em praça, o Luis Maria esteve muito bem e só não concretizou à primeira tentativa por falta de coesão e alguma apatia dos ajudas. À segunda tentativa o forcado voltou a estar bem e realizou uma bela pega, com o toiro a passar por todo o grupo e depois de embater nas tábuas, a fugir em direcção à porta dos cavalos. Contou com duas boas terceiras ajudas, de João da Câmara e Patrício Cecílo.

 

O Grupo de Beja concretizou as suas pegas ao 1º e 2º intento, respectivamente.

 

Não podemos deixar de agradecer ao “tio” Frederico Carolino e à sua família, que nos abriu as portas de sua casa para nos fardarmos.

Uma palavra também para os antigos forcados, Rodrigo Pietra Torres e Francisco Zenkl, que se fardaram e actuaram mais uma vez pelo seu Grupo, tal como o nosso grande amigo e irmão do nosso futuro cabo, Manuel VC.

 

Beja - 9 de Agosto

Corrida comemorativa dos 20 anos de alternativa do cavaleiro Tito Semedo

 

Após a corrida de Albufeira em que o Grupo não obteve o êxito redondo que queria, emendou-se e fez uma corrida limpa em Beja.

Corrida de maior responsabilidade, 9 de Agosto em Beja, com os cavaleiros  João Moura, Rui Salvador, Tito Semedo, Ana Batista, Brito Paes e Miguel Moura. Forcados de Montemor e Cascais, e toiros Passanha.

Para uma corrida séria e de responsabilidade, forcados sérios e responsáveis!

Chamado à complicada tarefa de abrir praça, frente ao maior toiro da corrida com 560 kg, foi o forcado João Romão Tavares. O João esteve muito bem, teve de ir buscar o toiro aos seus terrenos de conforto, mas trouxe-o muito bem toureado, cumprindo todos os tempos da pega e dando assim o mote para uma noite triunfal com três pegas ao primeiro intento.

Para o nosso segundo toiro saltou mais um grande forcado, João Pedro Tavares (Peco). Antes da pega existia alguma tensão, pois o toiro tinha um arpão de fora mesmo no sitio do murrilho. Como é seu apanágio, o Peco ignorou tudo isso, colocou barrete, bateu as palmas ao toiro bem cá de trás e consumou uma grande pega a um Passanha reservado com 500 kg.

A fechar a nossa actuação esteve o forcado Filipe Mendes, que à semelhança dos outros dois, esteve irrepreensível. Uma palavra especial para o Mendes, que vem de uma lesão que o fez estar sem pegar durante 1 ano e 10 meses (!), e tem estado à altura da linha da frente do Grupo de Montemor, tal e qual como antes, sem se notar qualquer paragem. Mais uma pega perfeita e exímia, a um toiro com 500 kg.

 

O grupo de Cascais teve também uma noite triunfal, concretizando as três pegas ao primeiro intento.

 

Fardámo-nos em casa da família Ramalho, aos quais agradecemos a amabilidade e a grande amizade que têm ao Grupo.

  

Nazaré - 10 de Agosto

Para encerrar este fim-de-semana taurino e de digressão para o nosso Grupo, tínhamos pela frente mais uma corrida de responsabilidade, desta feita, na praça da Nazaré.

O cartel era composto pelos cavaleiros, Rui Salvador, João Moura Caetano e João Maria Branco. No capítulo dos forcados, perfilavam-se os dois Grupos mais antigos da história da forcadagem, os quase centenários Amadores de Santarém, e o nosso Grupo de Montemor. Os toiros eram de Santa Maria.

Para pegar o nosso primeiro toiro, com 485 kg, saltou o jovem forcado, mas já com alguma experiência, Francisco Barreto (Ico). O Ico vinha de duas grande pegas, mas infelizmente com algumas tentativas a mais (uma à 3ª e outra à 2ª), e tinha esta noite a oportunidade de provar, numa corrida de grande importância, que é um forcado a ter em conta no Grupo de Montemor. Foi isso que fez e não defraudou. Realizou uma bela pega à primeira tentativa, com o toiro a sair de largo, e com uma viagem curta mas vistosa.

Para o nosso segundo toiro, com 470 kg, perfilou-se o forcado João da Câmara. Mais um da mesma fornada que o anterior e que vem dando provas de que pode vir a ser um grande forcado. Esteve calmo e tranquilo, como já nos vem habituando e concretizou também uma boa pega ao primeiro intento, não acusando qualquer tipo de pressão. Parabéns pela óptima época até agora João!

A fechar praça esteve um forcado já com outra tarimba, vinha de duas pegas menos conseguidas, a toiros grande e sérios. Esta noite o Frederico Caldeira fez, a meu ver, a melhor pega da noite, frente a um Santa Maria com 510 kg. Foi uma pega rija, em que o forcado brigou até ao fim, e a vontade de lá ficar sobrepôs-se à viagem fugida do toiro.

Muitos parabéns a estes três forcados que demonstraram os pregaminhos do Grupo de Montemor, realizando três boas pegas à primeira tentativa, e encerrando este fim-de-semana da melhor maneira.

 

O Grupo de Santarém pegou os seus toiros às 3ª, 1ª e 2ª tentativas, respectivamente.

 

Resta-nos agradecer à Kika e ao João Romão Tavares, que nos proporcionaram mais uma vez uma espectacular recepcção. 

 

Francisco Borges Jr. 

Voltar
com o apoio de