Nome
E-mail
Home | Notícias
Corrida de Toiros em São Cristóvão
Fui a São Cristóvão no dia 20, dia em que faço anos, levei a farda porque ia com a ideia de fazer uma gracinha! Já tinha avisado o António que levava a farda, mas quando lá cheguei o António com um bocadinho de cerimónia me deu a entender que era chato para um ou dois elementos terem que ficar de fora para eu me fardar, facto que aceitei prontamente, até porque o fel dos animais da ganaderia em questão não é o mais apropriado para uma gracinha! Depois de os ver sair fiquei então muito contente de não me ter fardado!

Fiquei muito impressionado pela maneira como o António lidera o grupo, transmite à vontade, a maneira como falou antes da fardação sensibilizou-me bastante e depois as escolhas que fez pareceram-me a mim as mais acertadas!

Não gostei nada dos toiros! Foi um curro muito complicado, mas a que o grupo deu a volta com muita categoria, e quem não viu a corrida e sabe do resultado que foram quatro toiros à 1ª tentativa, um à segunda e outro à terceira pode pensar que foi uma corrida normal. Nada disso, os toiros não eram francos, tinham muita pata e não vinham com boas ideias.

Os três primeiros toiros foram pegados à 1º tentativa pelo João da Câmara, pelo João Braga ( vejam bem! o Braga à 1ª, também era o único que vinha bem treinado de Alcochete ) e pelo Tiago Teles de Carvalho! Foram três pegões muito idênticos, os forcados da cara a estarem muito bem, valentíssimos, a aguentarem a velocidade doida dos toiros! O Tiago teve que ir às silvas, onde a boca já está seca e esteve enorme. E grandes ajudas que deram o J.P. , o Quim Zé e o Mim.

O quarto toiro foi pegado pelo Iko Barreto à 2ª tentativa. Foi pena porque faltou-lhe muito pouco para ter consumado à 1ª. Foi a pega que eu mais gostei. Foi o único que mandou vir o toiro quando eu percebi que o toiro estava pronto para arrancar! Assim que lhe bateu o pé o toiro arrancou prontamente, diga-se de passagem que o toiro estava danadinho para arrancar ( assim como os outros todos, menos o do Tiago) só não fazia ideia era o que faria um tipo de gorro e mãos à cintura na sua frente, pois este teste não deve fazer parte do rol de opções naturais para avaliar a bravura dos novilhos como se faz em algumas ganaderias.

Noel Cardoso também fez uma belíssima pega à 1ª tentativa! Noel teve a vida facilitada porque o toiro veio muito depressa e de qualquer maneira! O resto tem o Chinês, cabedal e força com fartura! Rija pega, acho que foi a melhor pega que lhe vi.

Por fim, o António Calça e Pina pegou à 3ª tentativa. Não entendeu bem o toiro, ou melhor, que eu não gosto de apaparicar, não esteve bem e foi obrigado a lá ir três vezes para o pegar! Esta pega foi-me brindada a mim e ao Manuel Rovisco pelos nossos aniversários.

Se esta actuação tem sido numa praça mais mediática teria outra repercursão!

Para acabar, quero dizer que foi o António Vacas de Carvalho que me pediu que escrevesse sobre esta corrida, e o que aqui está escrito foi o que eu vi, e a maneira como senti o que se passou! Se alguém não concordar peço que não me interpretem mal, pois esta é a minha opinião, e pediram-ma.

Pelo Grupo de Montemor venha vinho

Um grande abraço

Francisco Zenkl
Voltar
com o apoio de