Nome
E-mail
Home | Notícias
Ferra e treino na Herdade do Monte da Figueira

Mais um dia bem passado…

Foi no dia 3 de Março (Sábado) que o grupo fez uma das mais apetecíveis deslocações da pré-época. Herdade do Monte da Figueira é onde tudo se passa, propriedade da família do forcado João Pedro Tavares (Peco).

Como é habitual foi-nos servido um pequeno almoço digno de Deuses e onde nada faltou, desde ovos mexidos, passando pelos deliciosos croquetes, rissóis, bifes panados, diversos tipos de enchidos, etc... Foi assim, de barriga cheia (alguns de mais) que nos dirigimos para a Herdade dos Algarves, local onde nos esperava o gado manso pronto para ser ferrado. 

A dar o exemplo e como já nos habituou esteve o Forcadão com "F" grande, Peco! Que mais uma vez esteve impressionante! Com cernelhas de fazer inveja a muitos cernelheiros conceituados, mostrou a todos os presentes como é que se faz, com entradas de arrepiar e enorme vontade que o caracteriza. A ferra correu lindamente, e com algumas surpresas agradaveis, como por exemplo a prestação do jovem forcado Martim Taborda que mostrou sempre bastante vontade e sem nunca virar a cara à luta, merecendo assim este destaque.

Depois de uma boa ferra em que o grupo, no geral deixou uma muito boa impressão, voltámos à Herdade do Monte da Figueira para mais um fabuloso repasto. Um almoço bastante agradável, com muita animação e boa disposição, recheado de antigos elementos, amigos do grupo, forcados de outros grupos, amigas e família. O ambiente era o melhor para a tarde (e noite) que se avizinhava.

Após mais uma bela refeição seguiu-se o treino. Nos curros da Monumental praça de toiros dos Fortios esperavam-nos 3 reses bravas e de comportamento algo desigual. Com a primeira a dar inúmeras pegas, piorando apenas no final e as outras duas bem boas para mostrar à rapaziada que isto não é só "palmadinha nas costas".

Seguiu-se o lanche, escusado será dizer a qualidade do mesmo...

O jantar, já foi só para alguns, para os que não tinham outras obrigações e puderam desfrutar da óptima companhia presente e do ambiente de festa que se fazia sentir, este que continuou pela noite fora entre conversas, anedotas e grandes cantorias... Claro está que o Peco, como muito bom anfitrião que é, teve que ser o ÚLTIMO a deitar-se, apenas para confirmar que estava tudo nos conformes. 

Ao António Calça e Pina que se lesionou no joelho, um grande abraço e as rápidas melhoras.

Não podia finalizar esta crónica sem agradecer à enorme moldura humana que esteve presente neste dia junto do nosso Grupo, é bastante gratificante para todos os elementos no activo ver que podemos contar com toda esta gente a apoiar-nos mesmo em treinos. A todos os que estiveram presentes um Muito Obrigado!

"O" agradecimento que não podia faltar é a toda a família Tavares que mais uma fez foi incansável, desde que o sol nasceu até que se pôs, com a Tia Sílvia a deitar-se ao mesmo tempo que nós e a dar-nos os "bons dias" passado umas horas com o mesmo sorriso contagiante com que nos deu "as boas noites".

 

Próxima paragem: Pégoras

Não Faltem e não se atrasem!

Pelo Grupo de Montemor Venha Vinho!!!

 

Francisco Borges Jr 


Voltar
com o apoio de