Nome
E-mail
Home | Notícias
Corrida de Toiros em Lisboa (Campo Pequeno)

Pormenores que fazem toda a diferença

Pediu-me o João Caldeira para fazer a crítica da corrida de Lisboa. Depois de ter pensado e repensado, achei que fazer a crítica desta corrida , seria escusado visto esta  ter sido transmitida em directo pela RTP ,e por isso , ter sido vista pela maioria dos leitores do nosso site.

 Vou vos falar então dos pormenores que fazem toda a diferença entre o nosso grupo e os demais.

 Assim vejamos: em todos os grupos há bons forcados e grupos com boas actuações, mas nós , grupo de Montemor, corrida após corrida diferenciamo-nos dos outros devido a pequenas grandes  coisas, por exemplo; na corrida de Lisboa ficou-nos na memoria o quê ?

 É claro que o grupo teve mais uma actuação de luxo, que mais uma vez nos deixou   orgulhosos . Mas para alem das grandes pegas , o que  é que me dizem do brinde  com principio meio e fim que o João Caldeira fez aos Eurodeputados e, aos dois Pegões   que o João Romão Tavares fez , por ultimo a maestria do João Cabral tal qual os toureiros de solera ao pisar as mais importantes praças do mundo taurino.

É claro que os touros não se pegam sozinhos , os forcados da cara têm  um grupo unido, coeso e, eficiente a ajudar.   Tambêm nos ajudas marcamos pontos.

Não nos podemos esquecer que pegar toiros é uma sorte do toureio   e  , como tal ,temos que transmitir toureria.  Pisar a arena  com  classe ,citar ,mandar na investida do touro, reunir e os demais pormenores  como  trazer o barrete e  os sapatos  no final da pega , assim como o limpar o sangue e  ,arranjar a farda antes de dar a volta à arena. São estes pormenores que todos juntos fazem que o nosso  grupo  faça toda a diferença .  

 Tive o privilegio de estar junto do grupo na trincheira graças ao amável convite que o João Cabral e o João Caldeira me fizeram e que muito me honrou .Mais um pormenor que fez a diferença. Bem hajam.

 

  

Paulo Vacas de Carvalho

Voltar
com o apoio de