Nome
E-mail
Home | Notícias
Corrida de Toiros na Marinha Grande

A Marinha é Grande!

Para que o Grupo de Montemor tivesse uma estadia à altura na Marinha Grande, arrancaram logo na 6ª feira quatro elementos do Grupo (Cabral, Manzarra, Mendes e Braga), com o objectivo de reconhecer os espaços e condições. Logo nos deparámos com uma grande recepção por parte de um dos organizadores da corrida, o Pedro “de la Puebla”, a quem muito agradecemos o convite que nos fez para pegar a corrida. Assim, estes quatro elementos tiveram que passar pela experiência do que o Grupo viveria no dia seguinte:

- calorosa recepção das gentes daquela terra;
- jantar (e que jantar!!) oferecido;
- passeio curto pelos bares da região;
- casa para descansarmos em condições.

Tudo se repetiu no dia seguinte, agora não para 4 elementos, mas sim para todo o Grupo, tirando a parte da volta curta pelos bares, visto que a seguir à corrida já não havia razões para que a volta não fosse longa. Muito obrigado mais uma vez a toda a organização, nomeadamente ao Pedro e seu pai.

Quanto à corrida, toureavam os cavaleiros Pedro Salvador e Marcos Tenório, a pé o matador Luís Vital Procuna, e os Grupos de Forcados Amadores de Montemor-o-Novo e Vila Franca de Xira. Os touros eram Palha.

De realçar que se fardaram nesta corrida, pela 1ª vez no Grupo de Montemor, os forcados Tiago Laranjinha e Bruno Palmeiro (“Geli”). Já tinham experiência, começaram da estaca zero nos treinos deste ano, esforçaram-se, criaram grande amizade com todos os elementos actuais, e aqui tiveram a sua merecida primeira oportunidade. Repetindo o que já vos foi dito pelo Zé Maria, esperamos que tudo vos corra bem e que sejam grandes forcados do GFAM por muitos anos.

Os touros, vindos da Adema, mostraram a seriedade comum nesta ganadaria: perseguiram o cavalo para colher, arrancavam-se com som e nunca se negaram à luta. Assim vieram também para as pegas:

- Pegou o 1º touro o António Vacas de Carvalho (o seu segundo desta época), e brindou a pega ao antigo forcado de Montemor, Pedro Caixinha, que perto da sua nova terra (Leiria) veio ver o seu Grupo actuar. O António esteve com muita classe, mandou, esteve perfeito no momento da reunião, na qual o touro fez um estranho, aguentou um primeiro derrote para cima e uma viagem longa até aos ajudas. Destaque para a 1ª ajuda do Mim Garcia e a eficácia de todo o Grupo.

- Para o nosso 2º touro foi escolhido o Ico Barreto, que pegava o seu primeiro touro desta época. Brindou a pega ao nosso amigo Pedro “de la Puebla”. Não acusou a pressão, nem se intimidou com a velocidade com que o Palha arrancou para si. Aguentou, podia ter-se sentado mais um pouco no momento da reunião, mas compensou fechando-se com alma e aguentando uma viagem dura até os ajudas. Destaque para a estreia do Laranjinha nas 1as, e para uma grande 3ª ajuda do Megre, que lhe causou forte embate nas tábuas, mas que não o fez estremecer. O Ico magoou-se no joelho nesta pega, mas de certeza que vai fazer uma recuperação rápida, tal é a sua determinação, para estar fardado já na próxima corrida. As melhoras.

- O Grupo de Vila Franca pegou os seus dois touros à 2ª tentativa, por intermédio dos forcados Rui Godinho e Rui Graça, tendo este último ganho o prémio em disputa, após uma grande pega.

O jantar, oferecido por um amigo da Marinha Grande aos intervenientes da corrida, foi partilhado por todos em ambiente de festa. De realçar que, após o jantar, tanto os elementos do nosso grupo como os do Grupo de Vila Franca, seguiram juntos pela noite da Marinha Grande, acabando a festa já só ao nascer do sol. Como se dizia pela noite fora, este foi daqueles jantares difíceis de apanhar dois iguais no mesmo ano: toda a envolvente, a amizade e as histórias partilhadas demonstram bem a boa relação que vivemos com o Grupo de Vila Franca.Para o resto da época, vamos manter o ambiente vivido na Marinha Grande, preparem-se física e psicologicamente, e vamos arrancar para mais um ano que ficará na História do Grupo de Forcados Amadores de Montemor-o-Novo.

 

João Cabral
24 Maio 2011

Voltar
com o apoio de