Nome
E-mail
Home | Notícias
Novilhada em Évora

No passado dia 30 de Outubro o grupo juvenil, e alguns dos elementos mais velhos, deslocaram-se a Évora. No cartel constavam nomes como Joaquim Bastinhas, Vitor Ribeiro, Pedro Salvador, Manuel Telles Bastos, João Salgueiro da Costa, Manuel Vacas de Carvalho e Maria Mira. Quanto aos toiros, esses foram gentilmente cedidos pelas seguintes ganadarias: Manuel Coimbra, Lopes da Costa, Passanha, Soc. Agr. Rio Frio, Veiga Teixeira, Santa Maria, Pégoras e um sobrero  de Canas Vigouroux , todos os astados cumpriram e deram um óptimo festival, este que se realizava a favor da APCE (Associação de Paralisia Cerebral de Évora).

No capítulo da forcadagem, e no que toca ao nosso grupo, saiu para pegar o primeiro de três bons e bonitos novilhos/ toiros o forcado João da Câmara, numa pega que se podia descrever apenas com três palavras: calma, classe e garra. Frente a um exemplar da afamada ganadaria de Manuel Coimbra, o João, com a responsabilidade que lhe cabia de abrir praça na capital do forcado, esteve perfeito! Cumpriu todos os tempos da pega recheados de arte e “toreria”. Nesta pega de belo efeito, concretizada à primeira tentativa foi também de destacar a primeira ajuda do forcado Pedro Borges.

Para a pega ao nosso 2º toiro, o de Rio Frio, saiu a dupla de cernelheiros composta pelos forcados João Maria Santos e Francisco Godinho. Nesta sorte tudo correu pelo melhor, o toiro colaborou ao encabrestar facilmente, a parelha esteve esplêndida, entrado ao toiro no momento exacto, os campinos, esses então estiveram soberbos, dando um brilho extra a esta pega em que o João Maria foi buscar forças onde ninguém imaginava que existissem e o Francisco (sacaiozinho) esteve enorme, elevando-se assim ao nível dos melhores.

A fechar praça esteve um forcado que se destacou bastante esta época na arte de rabejar, e mostrou em Évora mais uma vez que pode também pegar de caras. Frente a um toiro da Herdade de Pégoras o Tiago Telles de Carvalho deu uma lição de como se cita um toiro, pena que se tenha descomposto um pouco no momento de carregar, talvez fruto da pouca experiência que teve esta época a pegar de caras, o Carvalhinho conseguiu compensar esta pequena falha com uns braços de ferro aliados a um crer enorme e a uma preciosa primeira ajuda do forcado António Maria Garcia.

De destacar, nesta tarde bastante chuvosa em que o público aderiu com alguma afluência foi ainda a prestação do forcado Francisco Godinho “sacaio”, que rabejou os três toiros e presenteou o publico com um “hat-trick” de actuações plenas de arte.

Pelo Grupo de Évora pegaram os forcados João Leitão e Jorge Vacas, à primeira e terceira tentativa respectivamente.

Por Portalegre foram solistas Francisco Paralta e André Neves, ambos á primeira tentativa.

 

Um abraço, e quanto a corridas até para o ano!

Francisco Borges Jr.

Voltar
com o apoio de