Nome
E-mail
Home | Notícias
Corrida de Toiros em Santarém

Dia 6 de Junho foi dia de pegarmos em Santarém, pela feira da agricultura, corrida bastante importante, pois era uma corrida de uma feira bastante importante no calendário taurino e por ser uma corrida “em casa” do nosso grande rival, o grupo de Santarém. Este ano também importante por ser nos 95 anos do grupo de Santarém e desde já os nossos parabéns.

Começámos por nos juntarmos em casa dos meus pais, por volta das 3 /3:30 da tarde, já com o nervoso miudinho, pois sabíamos que era uma corrida de responsabilidade e as anteriores não andavam a correr como nós mais desejávamos. Tínhamos todos a noção que era uma corrida de real importância pois a praça, o público e o curro de toiros que iríamos apanhar impunham respeito.

Quanto ao cartel para além do grupo de Montemor e Santarém, o cartel foi composto por seis cavaleiros Rui Salvador, Luís Rouxinol, José Manuel Duarte, Tito Semedo, Sónia Matias (que fazia 10 anos de alternativa, também os nossos parabéns) e o cavaleiro praticante Tomas Pinto, todos eles com boas actuações e bastante regulares, em geral. Quanto ao curro de toiros apresentado foi um bonito curro e com bravura, com os toiros a apresentarem um peso médio de 600kg e todos com boas córneas.

Para o primeiro touro o Zé Maria mandou à cara o Peco. Brindou a pega ao público e soube estar com perfeição em praça, o toiro saiu um pouco solto e no momento da reunião, não meteu a cara, tendo o toiro feito um estranho no momento de reunir com o forcado. Na segunda tentativa o Peco voltou a citar com galhardia, mandou na investida do toiro e fez uma pega limpa. Bem ajudado pelos restantes elementos, de realçar a grande 1ª ajuda do JP, o Viriato, que esteve imponente na sua função.

O forcado escolhido para o segundo touro foi o João Cabral, um forcado já com nome e bem conhecido pelo público português, não fosse ele o Heróis do campo pequeno. Em Santarém conseguiu uma pega tecnicamente perfeita a 1ª tentativa, em que teve presença, mandou e reuniu da melhor forma, após brinde ao grupo de Santarém, tendo o grupo ajudado coeso, e tendo sido bem rematado pelo Tiago Telles de carvalho, na saída a rabejar.

Para o terceiro toiro, o Cabo José Maria incumbiu ao forcado Pedro Santos a tarefa de pegar este último. O Pedro, esteve sereno e toureiro à frente do seu oponente, tal não fosse seu apanágio. Infelizmente as coisas não correram da melhor maneira, tendo o Pedro realizado Tres Pegas, cumprindo todos os momentos. Contrariamente às anteriores pegas, o grupo não esteve tão coeso, daí ter resultado as respectivas tentativas. É de salientar a intervenção do João Pedro Tavares (Peco), que rabejou bem e assim rematar de boa maneira uma pega menos conseguida. 

O Grupo de Santarém pegou os seus 3 touros à 2ª, 2ª e 1 tentativa. Por intermédio dos seus forcados Peu torres, António gomes Pereira e João torres.


No final da corrida o grupo jantou todo junto na feira, no restaurante ELIPEC.

Pelo grupo de Montemor venha vinho…

António Dentinho

Voltar
com o apoio de