Nome
E-mail
Home | Notícias
Corrida de Toiros em Coruche

Foi já cansados de uma época longa e dura, e também duma árdua feira de S. Mateus em Elvas, que no dia 27 de Setembro rumámos a Coruche para pegar mais uma corrida do nosso Grupo. Era Domingo de eleições legislativas, e infelizmente para todos nós ainda não foi desta que conseguimos sentar o Dr. Paulo Portas na cadeira do poder.
Mas politica á parte vamos falar do que interessa. Juntámo-nos todos por volta das 14h na tertúlia do grupo de Coruche pois era aí ao lado num pavilhão desportivo que nos íamos fardar. Desta vez o cabo Cortes não pôde estar presente (infelizmente para uns, felizmente para outros… não é Mendes??), e quem o substituiu foi o ENORME TÓ SÁ.
 
Toureava nesse dia Manel Telles Bastos, Marcos Tenório Bastinhas, Tiago Carreiras e o amador João Maria Branco. Pegava conosco o grupo da terra, o Grupo de Coruche. Os toiros eram da ganadaria do Sr. David Ribeiro Telles.
 
Para a cara do 1º toiro foi o grande Manel Ramalho, forcado que se tem vindo a revelar ao longo deste ano através de grandes pegas a toiros duros. Não tava nos seus dias e á 1ª não soube interpretar um toiro que não apresentava dificuldades de maior, reuniu mal e consequentemente não se conseguiu fechar. Foi para a 2ª tentativa com mais vontade ainda e aí sim fez as coisas bem reunindo bem e consumou uma boa pega á 2ª tentativa.
 
Para a cara do nosso 2ª foi o forcado Filipe Mendes, Mendiiis, gordo Mendiiis, cú de bomba, etc... O Mendes foi com calma para o toiro soube estar a frente dele e mandou, aguentou e templou, agarrando-se para já não sair. Queremos ver o Mendes a pegar mais toiros, mas Mendiiiis, também vê lá se vais ao ginásio e perdes 20 Kg que tens nessas nádegas!!!
 
Para o 3º toiro da corrida foi eleito pelo nosso Tó Sá o Borrega, Pedro Barradas. Forcado novo no grupo já com algumas pegas feitas desde o inicio da temporada, soube estar á altura, mandando bem no toiro, reunindo bem e agarrou-se até cá atrás com o toiro a fazer a viagem com a cara pelo chão.
 
Para pegar o toiro de João Maria Branco, e porque este era o 7º e ultimo toiro da corrida, o Tó Sá decidiu dividir a pega com o Grupo de Coruche, fazendo assim uma cernelha com os forcados João Maria Santos pelo Grupo de  Montemor e Miguel Ribeiro Lopes pelo Grupo de Coruche. Apesar da dificuldade do toiro em encabrestar, a parelha andou decidida, notou-se um bocado de falta de experiência do João Maria, mas ficou provado que vai ser um grande cernelheiro. Após 2 tentativas não conseguidas e duma monumental tareia que o João levou no chão entraram á 3ª tentativa muito decididos e acabando por fazer uma boa pega que deu muito nas vistas. Bom desempenho do Miguel a rabejar, não fosse ele um rabejador já conceituado. Parabéns aos 2, foi bonito ver uma cernelha feita por 2 elementos de cada grupo.
 
Resta-me agradecer ao Grupo de Coruche pelo convite feito para partilharmos o seu jantar. Muito obrigado Amorim, foi um jantar muito bem passado, com muitas gargalhadas e bons discursos, acho que devíamos repetir mas desta vez o Grupo de Montemor a convidar.
 
Abraço
João Caldeira

Voltar
com o apoio de