Nome
E-mail
Home | Notícias
Corrida de Toiros em Vendas Novas

Dia 20 de Setembro, por volta das 14 horas, o Grupo de Montemor reuniu-se  para mais uma tarde de toiros, desta feita em Vendas Novas para assistir a actuação da juventude, já que de um festival se tratava.

O Grandioso Festival Taurino da Juventude, integrado na feira anual de Setembro, contou para além da presença do Grupo de Montemor, com a presença dos Cavaleiros Praticantes Carlos Alves, Francisco Zenkl  e Joana Andrade e dos Cavaleiros Amadores Cristina Marques, Verónica Cabaço e Manuel Vacas de Carvalho. No fim da corrida lidou-se ainda um garraio, pelo jovem António Prates. Para pegar estava também o Grupo de Coruche comandado pelo Amorim Ribeiro Lopes que teve igualmente uma boa actuação. A Ganadaria lidada foi a de Pégoras que apresentou novilhos a cumprir e a proporcionarem bons momentos.

Em primeiro lugar, não poderia deixar de destacar a certeza com que fiquei depois do que vi, que o futuro do Grupo de Montemor está assegurado e as belíssimas actuações dos “nossos” cavaleiros forcados! Francisco Zenkl que esteve muito bem e conseguiu espantar muita gente com ferros bem colocados e de bom-tom, mostrando a escola que tem e conseguindo levantar o público com alguns dos seus curtos! E o Manuel Vacas de Carvalho esteve extraordinário conseguindo uma actuação muito melhor que na novilhada em Montemor, tendo um novilho melhor é certo, mas apresentou-se colocando ferros de classe, com calma e a fazer lembrar nalguns pormenores da sua linha de toureio, o grande Toureiro que foi Luís Miguel da Veiga seu mentor e ídolo maior. O Manuel foi recompensado no final do espectáculo com o prémio da melhor lide a cavalo.

No que toca às pegas, a juventude do Grupo deu cartas já que  pegaram todos os novilhos à 1ª tentativa.

O primeiro novilho (já para toiro) foi pegado pelo Francisco Borges - novo Cabo do Grupo Juvenil - com o seu habitual, correcto e bonito cite, alias em abono da verdade devo dizer ser este forcado apesar de muito jovem já uma certeza. 

O terceiro da tarde foi pegado pelo Francisco Barreto “Ico” demonstrando muita presença, um pouco nervoso sem saber bem o que fazer ás mãos aquando do carregar o novilho, o que é perfeitamente natural pela falta de experiência, mas reunindo correctamente e com garra. Há que treinar, parabéns.

Para o quinto o Cabo Zé Maria Cortes decidiu mandar pegar um dos rabejadores do Grupo, Francisco Godinho. “Sacaio” que amavelmente brindou aos antigos forcados presentes incluindo o seu pai e que apesar de não ter como função principal pegar de caras o pode perfeitamente fazer com todo o saber que demonstra sendo também, sem dúvida, já uma certeza.

O último, o garraio toureado pelo António Prates, foi pegado pelo João da Câmara - filho do amigo e grande fadista Manuel da Câmara - com apenas 5 forcados por não justificar mais  elementos dado o peso do novilho. Parabéns João pela garra que tiveste, também bonito que foste a chamar e que grande cambalhota, assim é que é, “nunca largar”, também há que treinar muito.

Resta dizer que o prémio para a melhor pega foi ganho pelo Cabo dos Juvenis, Francisco Borges e agradecer aos ganadeiros pela sua hospitalidade e porta sempre aberta para a Família do Grupo de Montemor.

Francisco P. Gama


 

 



Reportagem Fotográfica: 
João Dinis

Voltar
com o apoio de