Nome
E-mail
Home | Notícias
Corrida de Toiros em Arruda dos Vinhos

No passado dia 17 de Agosto, os elementos do Grupo de Montemor tiveram mais uma actuação na velhinha praça da Arruda dos Vinhos. O cartel tinha como condimentos importantes para o nosso grupo o carís taurino da Praça da Arruda, o facto de ser concurso de ganadarias e ainda estar em praça o grupo de Santarém. Com estes condimentos acederam à Arruda alguns antigos forcados e amigos do grupo na expectativa de ver mais uma boa actuação dos forcados de Montemor.

O cartel era composto pelos cavaleiros Luís Rouxinol, Vítor Ribeiro e Ana Batista que lidaram exemplares das ganadarias de Pinto Barreiros, Ruy Gonçalves, Engº Jorge de Carvalho, S. Torcato, Nuno Casquinha e Ascensão Vaz., com pesos que variavam entre os 490 Kg e os 560 Kg. Com cerca de 3/4 de casa, a praça mostrava bom ambiente.

O cabo decidiu mandar para a cara do nosso 1º touro, o do Eng. Ruy Gonçalves, o focado João Braga. O Forcado, após ter brindado com elegância o público da terra, citou de largo e com valentia o touro que na lide tivera arrancadas duras para o cavalo. O touro arranca-se com muita pata, tendo a reunião sido difícil apesar do forcado ter estado muito bem. Ajudado com valentia pelo João Pedro (J.P.), que deu o corpo ao toiro, não foi suficiente para ficar na cara, pois Braga estava fechado na extremidade dos cornos. Com mais raça bate pela segunda vez as palmas ao touro, que se deixou chegar perto sem se arrancar ao cite. Sem o pedido de qualquer elemento do grupo, o peão de brega avisa o touro junto às tábuas, ao que o toiro se arranca solto e descomposto, tendo passado ao lado do forcado da cara sem permitir qualquer reunião. Nova vez o João Braga bata as palmas ao touro tendo consumado rija pega com o grupo a ajudar muito bem. Apesar da insistência do público o forcado achou por bem não dar volta. O João Braga tem andado cheio de vontade, e mostrou mais uma vez que é um bom elemento do nosso grupo.

Para o segundo touro do grupo (São Torcato) o Zé Maia Cortes mandou o nosso Manuel Ramalho para a cara. Brindou a pega ao antigo e grande forcado do grupo Luís Neto, que fazia anos nesse dia. Citou o touro com calma, mandou-o vir quando carregou e reuniu bem, templando com dois, três passos a recuar. Bem ajudado pelo grupo a pega foi consumada com brilhantismo. O touro foi rabejado com a habitual eficácia e tourearia de João Tavares (peco). O Manuel deu merecida volta e muito ovacionada com o Cavaleiro Luís Rouxinol.

Para o nosso terceiro touro foi à cara o forcado Pedro Barradas que brindou a sua actuação e a do grupo ao Presidente da prestigiada tertúlia Piriquita. Forcado de porte alto, citou de modo elegante e garboso o touro de Ascenção Vaz. A seu mando o touro arranca com muita pata, o forcado aguentou, recuou e dobrou-se correctamente, apesar da sua elevada estatura. Reúne com perfeição e é bem ajudado pelo grupo. Após a consumação da pega, a contagem para saída tardou, tendo o touro caído ao chão com o grupo ainda na cara. Os forcados saíram naturalmente e o touro não foi rabejado, pois não tinha condições para tal.

As lides dos cavaleiros foram agradáveis de se ver. O grupo de Santarém executou três boas pegas ao primeiro intento, tendo sobressaído a pega executado ao touro de Casquinha, que foi o vencedor justo do concurso de ganadarias pela bravura que mostrou na lide a cavalo e na pega.

Mais uma grande actuação do grupo de Montemor, não tendo havido oportunidade para o habitual jantar pois no dia seguinte, 18 d Agosto, iríamos ter uma outra corrida de responsabilidade (televisionada), em Albufeira.

Pelo grupo de Montemor… Venha vinho.

Rodrigo Ponce Dentinho

Voltar
com o apoio de