Nome
E-mail
Home | Notícias
Corrida de Toiros em Reguengos de Monsaraz

O dia 15 de Agosto é talvez a data mais importante de todo o planeta taurino. Pois foi este, um dia grande em Reguengos de Monsaraz. O maior e melhor GRUPO DO MUNDO, o GRUPO DE FORCADOS AMADORES DE MONTEMOR-O-NOVO, chefiados por José Maria Cortes, “ENCERRAVA-SE” em solitário com seis toiros em concurso de ganadarias.

Grande atitude de “NOBREZA” e “VALENTIA”, esta do nosso Cabo José Maria, dignificando e aumentando a pesada herança legada de todo um património de grandes êxitos, conquistados com a “RAÇA”, “VALOR”e “PRESTIGIO” só ao alcance de alguns, “ OS ELEITOS”, que ao longo dos muitos anos já passados desde a sua fundação, colocaram o “nosso” Grupo no primeiro lugar do “ESCALAFON” dos FORCADOS AMADORES.

Estamos todos Zé Maria muito orgulhosos de ti, pois se dúvidas houvesse para alguns, já demonstraste em tão pouco tempo, o grande nível que tens “como Homem, Cabo e Forcado de Eleição”, capaz de elevares cada vez mais alto o “INEGUALÁVEL PRESTIGIO e PESO” da Jaqueta do nosso GRUPO DE FORCADOS AMADORES DE MONTEMOR-O-NOVO.

Quando digo “NOSSO”, é porque o GRUPO é de todos, mas mesmo de todos, os que por lá passaram….

Aqui neste dia e a par de outros, demonstraste o quanto cresceste nesta tua difícil e pesada tarefa de conduzires os destinos do GRUPO, ao tomares as atitudes certas para cada momento que mais nos interessa, tanto a dares a cara ao aceitares as corridas duras, essas que diferenciam os GRANDES FORCADOS e o "nosso" GRANDE GRUPO de todos os outros, assim como estás totalmente identificado com as características de cada toiro, de forma que tens escolhido como ninguém o forcado certo para cada um, tal como a colocação dos terrenos que cada toiro deve ter, de maneira a tirar-lhes o melhor partido das vantagens dadas com a máxima garantia de êxito.

Por tudo isto José Maria, aqui te envio os meus sinceros parabéns, pois só tens que te preocupar e falar com todos os elementos que contigo sofrem dentro da praça. Esses sim, têm voto na matéria e cuja opinião deves ouvir, fazendo contudo o que entenderes e o que pensas ser melhor, sempre em defesa dos altos interesses do Grupo, no fundo, tal como sempre o tens feito.

Bom...., mas vamos á festa. Esta começou por volta das 13,00 horas à medida que todos fomos chegando à casa do casal Maria João/Carlos Santos, que mais uma vez nos obsequiaram com os seus preciosos “pitéus”, iguarias essas que só nos fizeram levantar de mesa poucos minutos antes de se dar o inicio à corrida, a par de um excelente convívio que proporcionou desde "Cantar e Bailar por Sevilhanas", a uma interessantíssima "Charlla" taurina, até à sublime vós desse grande nosso amigo, meu colega e antigo Forcado Rodrigo Pereira, cuja "Musa" inspiradora da letra do fado Forcado, atirou o GRUPO para o rotundo êxito que a seguir alcançou.

Muito obrigado João e Carlos, pela maneira como mais uma vez nos receberam, e no que me toca, espero continuar a ter saúde e vontade, para que durante muitos mais 15 de Agosto possa almoçar na vossa casa, desfrutar e participar no sempre agradável convívio com os vossos e agora já nossos amigos, e por ”LA TARDE”, “mirar en el tendido” uma corrida de seis toiros pegados pelo "nosso" GRUPO DE MONTEMOR.

Nos curros estavam seis toiros em concurso que pertenciam às seguintes Ganadarias:
Herdeiros de Branco Núncio, com o peso de 570 kg.
Fernandes de Castro, com o peso de 550 kg.
Dr. Joaquim Grave, com o peso de 560 kg.
João Dias Coutinho, com o peso de 520 kg.
Passanha, com o peso de 560 kg.
Eng.º Luís Rocha, com o peso de 540 kg.

Para os lidar a cavalo, estavam anunciados os Cavaleiros de alternativa: João Moura,  João Salgueiro e o praticante e grande revelação Tiago Carreiras.

Para as pegas, o GRUPO DE FORCADOS AMADORES DE MONTEMOR-O-NOVO.

Os "Tendidos" apresentavam uma entrada de 3/4 fortes, desta vez com um público um pouco "estranho", nada condizente com o aficionado conhecedor e entusiasta que ao longo dos anos nos tem habituado a praça de Reguengos, talvez devido à presença de muitos emigrantes e também de alguns "ressabiados, analfabetos, ignorantes e mal formados", que estupidamente fizeram questão de fazer notar a sua presença. Mas!!!....como vozes de burro não chegam ao céu!!!!....deixá-los coitados, manifestar a sua pobreza de espírito!!!....

Os três cavaleiros em praça tentaram tirar o melhor partido dos toiros que lhes saíram em sorte, já que alguns se apresentaram difíceis e "reservons", conseguindo mesmo assim momentos altos de toureio, tanto no que diz respeito ao preparar das sortes, como nas lides adequadas a cada um, com relevo para a lide de João Salgueiro ao bravo "sobrero" de Grave, que saiu extra concurso a substituir o toiro de Castro que se encontrava debilitado dos quartos traseiros, e especialmente a grande revelação da temporada Tiago Carreiras, que efectuou duas lides bem conseguidas. Parabéns a todos pelo seu profissionalismo e "honradez toureira".

O triunfador da tarde, foi sem sombra de duvida o GRUPO DE FORCADOS AMADORES DE MONTEMOR, que com uma actuação soberba e extraordinariamente bem conduzida, levou de vencida todas as contrariedades impostas, pegando cinco toiros à 1ª tentativa e um à 4ª, mas com grande mérito.

Perante tanta responsabilidade, abriu praça esse ENORME FORCADO, que faz perecer fácil o que é difícil, chamado JOÃO TAVARES, que citando de longe e dando todas as vantagens, mandou sempre no toiro de Núncio, reunindo e fechando-se soberbamente, fazendo uma viagem dura, bem ajudado por todo o GRUPO, e aqui, que me desculpem, mas não posso deixar de falar no meu filho Quinzé, que executou uma excelente 1ª ajuda, demonstrando que começa a estar em"su sitio" neste difícil lugar de 1º ajuda, onde é necessário ter espírito de sacrifício, humildade, valor, e sobretudo uma entrega total em prol do Grupo e de todos os amigos que o compõem. O QuimZé, quanto a mim, colocou-se, e bem, no lugar certo, dando vantagens, mas não facilitando, dado tratar-se do 1º toiro e há que começar bem e assim o foi, uma pega á 1ª à GRUPO de MONTEMOR.

Para o segundo, um toiro de Grave, saiu o herói do Campo Pequeno JOÃO CABRAL, que brindou à anfitriã Maria João Santos, dando vantagens, citou de largo, mas o toiro era difícil e  "reservon" no momento da reunião e aqui o João marcou-lha um pouco cedo, os Graves não perdoam e derrotou-o por três vezes, piorando sempre de tentativa para tentativa. Recolhendo à enfermaria e logo de seguida para o hospital, foi substituído por outro grande FORCADO, também este de geração, filho desse enorme Forcado e Velha Glória do GRUPO de MONTEMOR, JOSÉ ROMÃO TAVARES, que dá pelo nome de JOÃO ROMÃO TAVARES. Forcado valente e poderoso, com um valor enorme, resolveu o problema à sua 1ª tentativa, consentindo-o bem e fechando-se ainda melhor. Ficou assim vingado o seu desaire de Évora com um toiro da mesma Ganadaria.

No terceiro, o "sobrero" de Grave, esteve a grande altura o Forcado "Maestro" JOÃO CALDEIRA, que depois de me ter dado a honra e a grande felicidade de me ter brindado a sua pega, pelo que agradeço com emoção o seu nobre gesto, o meu muito obrigado João, esteve desde o saltar a trincheira, o andar na praça, o compor a figura no cite de largo, dando todas as vantagens, recebendo templando a investida o quanto baste de forma a dar ao toiro todas as vantagens, até ao fechar-se com valor e raça, consumando uma grande e bonita pega à 1ª tentativa, muito bem ajudado por todo o GRUPO, e com uma excelente e oportuna 1ª ajuda do João Pedro (J.P.), foi todo ele uma "Figura do Toureio".

O quarto toiro da tarde, da Ganadaria de Dias Coutinho, fez com que NOEL CARDOSO provasse que o GRUPO pode contar com ele para o que for preciso, forcado possuidor de um par de braços fortíssimo, assim o demonstrou depois de um cite de largo, dando vantagens a um toiro que lhe pedia "meças", pois punha a cara lá no alto depois de uma mangada forte e rija no momento da reunião. Fechou-se com raça e poderio numa viagem difícil, concretizando uma grande pega à 1ª tentativa, muito bem ajudado por todo o GRUPO, com especial realce para esse enorme 1º Ajuda de nome ANTÓNIO CORREIA DE SÁ, que ao longo dos anos, tem sido de uma abnegação incrível em prol do GRUPO, com a sua humildade, entrega e valor, è bem uma das maiores referencias para os mais novos, cujo exemplo deverá por estes ser seguido. No final, juntamente com o Noel e o Cavaleiro João Moura, teve uma chamada especial bem merecida.

No quinto toiro, de Passanha, assistiu-se e um "Recital"  de bem pegar toiros. Interpretado pelo CABO JOSÉ MARIA CORTES, num cite de largo, dando vantagens a mandar vir o toiro de longe, carregando na altura certa e recebendo-o de forma superior templando-lhe a investida. O José Maria fechando-se de forma superior, concluiu mais uma GRANDE pega à 1ª tentativa, muito bem ajudado por todo o GRUPO, onde também o 1º Ajuda QuimZé Murteira Correia entrou na hora certa e em "su sitio".

Estava guardada para o ultimo, a agradável e maior surpresa. O José Maria apostou forte e com decisão, demonstrando mais uma vez a sua "classe" e capacidade para comandar os destinos do Grupo. Assim e aproveitando o "factor casa", força psicológica enorme, mandou o toiro da Ganadaria do Sr. Eng.º Luís Rocha para a volta. Para a executar, uma parelha de "cernelheiros" constituída por um Forcado consagrado, o RODRIGO PIETRA TORRES a rabejar e para cernelhar um forcado da nova "cantera", o JOÃO MARIA SANTOS, também ele um forcado de geração, seu Pai CARLOS SANTOS, antigo e grande Forcado numa das melhores gerações do "nosso" GRUPO, tem todos os motivos para estar orgulhoso, pois o João Maria demonstrou "raça, valor e intuição" para poder vir a ser o futuro grande cernelheiro do GRUPO. Condições não lhe faltam, assim continue com a raça, valor e humildade demonstrada nesta monumental entrada, na única oportunidade que o toiro, cheio de sentido, lhe deu, ainda que destapado. Mais valor teve e engrandeceu toda uma grande actuação à GRUPO DE MONTEMOR, executando uma pega à primeira tentativa. Os meus parabéns à parelha e para ti João Maria, podes crer que me deste uma grande alegria, pois gosto tanto de ti como se do meu próprio filho se tratasse. Continua assim, com raça, valor, mas acima de tudo com muita humildade, pois tens todas as condições para seres o próximo herdeiro dos muitos "LENDÁRIOS e ENORMES" cernelheiros que ao longo dos tempos o "nosso" Grupo tem tido. Mas para isso deverás ter as tuas oportunidades e consequentemente terás de as agarrar, pois se não as tiveres nunca poderás ser então cernelheiro.

No final, e por um júri constituído por todos os "Ganaderos", foram atribuídos e bem, os dois prémios, de bravura e apresentação, ao toiro saído em 6º lugar, da Ganadaria do Sr. Eng.º LUIS ROCHA. Parabéns Sr. Eng.º que bem o merece.

Dirigiu a corrida, essa lendária figura dos Bandarilheiros, um dos melhores, se não o melhor do seu tempo, chamado JOSÉ TINOCA.


Agradecemos ao antigo elemento Francisco José Godinho pela simpática maneira como recebeu o Grupo de Montemor em sua casa para mais um agradável jantar.

Pelo GRUPO DE MONTEMOR...venha vinho......venha vinho......venha.....

Évora, 22 de Agosto de 2009

JOAQUIM JOSÉ C. MURTEIRA CORREIA

Reportagem Fotográfica:
Francisco Romeiras

Voltar
com o apoio de