Nome
E-mail
Home | Notícias
Corrida de Toiros em Albufeira

No passado dia 18 de Agosto, na companhia da minha “Cara Metade” e de um bom cálice de aguardente velha, bem aconchegados no sofá assistimos de forma diferente a mais uma corrida do nosso Grupo. ( Se querem saber a verdade, verdadinha, muito embora toda a comodidade e a possibilidade de ver e rever todos os pormenores de uma pega, a meu ver não há nada que se compare ao espectáculo ao vivo).

Tratava-se da 3ª Grande Corrida RTP Algarve que teve lugar no conhecido tauródromo de Albufeira, para lidar os 6 exemplares da Ganadaria de Fernando dos Santos estavam em praça os cavaleiros Luís Rouxinol, João Salgueiro, Sónia Matias, Ana Batista, João Telles Jr e o praticante Tiago Carreiras. No que toca as pegas e para compartir cartel com o GFA Montemor perfilou-se o GFA Lisboa.

Noite de boas e emotivas lides de todos os ginetes que não quiseram deixar os seus créditos por mãos alheias uma vez que além de se tratar de uma corrida televisionada havia ainda em disputa um troféu para a que fosse considerada “A Melhor” lide por parte do júri constituído para o efeito.


Para a pega do 1º do nosso lote saltou à praça um forcado que ao longo desta época e mercê das oportunidades que lhe têm sido dadas, tem demonstrado uma maestria, presença e saber estar invejáveis. Desta vez não foi diferente, o João Caldeira brindou a sua sorte através das câmaras a todos os antigos e actuais elementos do Grupo de Montemor que possibilitaram que esta nossa família esteja este ano a festejar o seu 70º aniversário, pela parte que me cabe, muito obrigado. Chamou o seu oponente de praça a praça com este virado para si, como mandam as regras, citando calmamente como é seu apanágio a mostrar-se bem e a carregar convicto, no entanto o toiro só arrancou com o forcado já nos seus terrenos e após aviso de um peão de brega, o que podia ter dificultado as coisas ao caldeirinha, visto que este foi dado sem qualquer tipo de pedido do forcado da cara, mas este não se deixou intimidar e “sacou-se” para receber bem e efectuar a viagem até ao outro extremo da praça com o toiro a empurrar todo o grupo que ajudou de forma exemplar, tendo inclusivé o 1º ajuda Francisco Reis (que pôs a carne no assador), assustado uns milhões de pessoas ao ter ficado inanimado por breves momentos no centro da arena, graças a Deus não passou de um susto.


Para a pega ao 2º toiro da noite tivemos em praça um forcado conhecido pelo seu poder, o nosso “Ninja” Noel Cardoso, que mais uma vez pôs o seu cabedal à prova. Ao mandar vir o toiro de largo e dar meio passo à rectaguarda mais meio no mesmo sítio e reunir com dureza e determinação como é seu hábito, após um derrote inicial para cima o toiro pôs a cabeça no chão tentando tirar o Noel por baixo ao que lhe valeu uma extraordinária 1ª ajuda do João Pedro Pereira “JP”, que nunca desistiu, muito embora a extrema dificuldade imposta pelo toiro em permitir ser dominado. Um grande “Olé” para o J.P bem como para os restantes ajudas que fizeram de tudo para conseguir concretizar esta pega com um toiro que se tornou dificil de ajudar.


Para fechar a actuação do nosso Grupo o cabo Zé Maria deu essa responsabilidade ao seguro e experiente, Pedro Santos, que mais uma vez esteve muito bem a andar para o toiro e a mandar na sua investida, no entanto após a reunião, julgo que sobrou forcado e faltou toiro, uma vez que este não pode com o Pedro e pôs, à semelhança do anterior, a cara por baixo, o que lhe poderia ter dificultado a vida, contudo a pronta e eficaz ajuda do Joaquim José Correia, que fruto da sua intuição natural fez tudo o que devia para ajudar um toiro deste tipo, bem como os restantes elementos. Quero deixar um abraço de rápidas melhoras ao Quim Zé que foi perfurado junto à axila por um ferro que supostamente não estaria muito bem colocado.


Por fim uma palavra para o rabejador Francisco Godinho que esteve muito bem, tanto a entrar como a rabejar e a sair nos 3 toiros. Confia em ti, o que te faz falta são toiros, podes ir longe.


O GFA de Lisboa também efectuou as pegas dos toiros que lhes couberam em sorte ao 1º intento.


Os prémios em disputa foram entregues ao Jovem Tiago Carreiras e ao Forcado Francisco Mira do GFA Lisboa.


Como não podia deixar de ser, pelo Grupo de Montemor, Venha Vinho.... Venha Vinho.... Venha Vinho e bota abaixo. E fica a promessa, para a próxima vou estar sentado na bancada, que isto de vêr na tv não está com nada...


Francisco Borges

Voltar
com o apoio de