Nome
E-mail
Home | Notícias
Corrida de Toiros em Alcácer do Sal

            No dia 27 de Junho de 2009 realizou-se, integrada na feira da Pimel, em Alcácer do Sal, uma corrida de touros nocturna na qual o Grupo de Forcados Amadores de Montemor actuou em solo. O Cartel foi constituído pelos cavaleiros de alternativa Rui Salvador, Luís Rouxinol e pelo cavaleiro praticante João Salgueiro da Costa. Os Toiros pertenciam à Ganadaria Branco Núncio, o que à partida representava um desafio sério a toda a rapaziada do GFA Montemor.

            Para a pega do 1º toiro saiu à cara o forcado Filipe Mendes que teve pela frente um touro que apresentou um comportamento pouco favorável durante toda a lide. A sorte não saiu como o Filipe assim o queria e foram precisas quatro tentativas para este valente forcado consumar a sua pega. Na primeira tentativa penso que o Filipe acusou a responsabilidade de abrir praça e a ansiedade de pegar na sua terra natal. Na verdade, o forcado da cara não se dobrou de forma alguma recebendo o touro de uma forma muito estática o que lhe causou uma grande queda e que resultou numa evidente quebra física que em nada ajudou as seguintes tentativas. No entanto devo destacar nesta primeira tentativa o nome de dois valorosos ajudas que "estavam no seu sítio" e "preparados para o que calhar": o António Corrêa de Sá e o João Pedro Baptista. Tenho a certeza que se o Filipe estivesse ficado no touro as suas ajudas destacariam-se. O touro não se mostrou fácil nas outras tentativas e o Filipe, apesar de muita valentia, só conseguiu concretizar à quarta. Destaco apenas ainda a fraca prestação das segundas ajudas na segunda tentativa.

            Para a pega do segundo touro, que rondava os 600 kg (o touro mais pesado da corrida), foi à cara o forcado João Romão. Penso que a pega foi muito boa e que o forcado ao estar bem em frente do touro, a recebê-lo como deve de ser e a agarrar-se com ganas cumpriu o seu papel na perfeição. Na minha opinião, se o João estiver sempre bem com os touros que lhe forem dados, poderá ser um dos grandes forcados deste grupo, no entanto nunca se poderá esquecer de racionalizar uma sorte como o fez hoje. Devo destacar ainda nesta pega a boa ajuda colectiva dos sete elementos incumbidos de ajudar.

            O terceiro touro, não desfeiteado os anteriores apresentou-se na minha opinião com a seriedade do primeiro e com o poder físico do segundo. Para a cara foi escolhido o João Braga que nos deu a honra de presenciar duas pegas com apenas um touro. Na primeira tentativa o João teve enorme e o Joaquim José Murteira Correia (1º ajuda) não lhe ficou nada atrás. Penso que aqui foi difícil os restantes ajudas poderem ajudar pois o João junto as tábuas já vinha pendurado no touro. Na segunda tentativa, já com os ajudas a ganharem um pouco mais de terreno, o João repetiu a bela pega que já tinha executado.

            Para o quarto touro da noite foi à cara do touro o forcado João Caldeira que, após um brinde emocionado ao antigo cabo João Cortes, fez uma pega com princípio, meio e fim. Penso que o João apesar de não ter um adversário à sua altura, soube tirar partido do que havia e mandou na sorte do princípio ao fim.

            Para o quinto touro da noite foi à cara o forcado Frederico Caldeira que, apesar das poucas dificuldades do oponente, cumpriu o seu papel e foi facilmente e bem ajudado.

            Para o sexto touro da noite foi escolhido pelo José Maria o nosso enorme Gonçalo Cravosa de Saúde ("Tita") que esteve muito bem, especialmente quando, na reunião, aguentou muito decidido o seu adversário. (Parece que foram muitos os que se calaram e, quanto à questão da renovação do contrato do "Engenheiro", combinou-se mais um ano com um segundo de opção - Agradecem os mais novos que poderão continuar a desfrutar das Epopeias contadas por este grande forcado)

            Quero enviar um abraço especial ao Frederico por estar a passar um momento mais triste na sua vida e desejar as melhoras do Filipe Mendes e dizer-lhe que há mais marés que marinheiros por isso, não desanimem!

            Quero dar os parabéns ao nosso valente amigo Rui Salvador pelos 25 anos da sua alternativa e desejar-lhe as rápidas melhoras depois da queda estrondosa que deu no primeiro da noite.

            Quero ainda referir a homenagem a que o grupo foi brindado pelos seus 70 anos de alternativa pela empresa Terra Brava.

            Esta crónica foi-me repescada alguns dias já após a corrida, como tal perdoem-me se me esqueci de algum pormenor importante!

 

            Pelo Grupo de Montemor:

            Venha Vinho!

            Venha (Todos)

            Venha Vinho!

            Venha (Todos)

            Venha Vinho!

            Venha (Todos)

            Bota abaixo...............................

 

            Felicidades de boa temporada até ao fim da época taurina!!!

 

            9 de Julho de 2009

             Feliciano Reis

Voltar
com o apoio de