Nome
E-mail
Home | Notícias
Montemor, um dia de emoções!

No passado dia 7 de Setembro viveu-se pela Feira da Luz mais um aniversário do Grupo de Montemor, o 69º. Foi um dia especial marcado pela emoção, a homenagem ao Veca e a despedida de alguns elementos sensibilizaram esta grande família Alentejana.

O dia começou na Igreja da Nossa Sra. Da Visitação, Padroeira da Cidade e Madrinha do nosso Grupo que recebeu uma missa para lembrar todos aqueles que já não nos acompanham em especial o grande forcado e amigo Veca.

Depois de um almoço em que nos dividimos pelas várias casas de Montemor, voltámo-nos a reunir à hora da fardação. A boa disposição imperava, rever amigos e actualizar as novidades alternavam com os pedidos dos antigos elementos:
- Quem tem umas meias que me empreste?
- Ninguém trouxe uma camisa a mais?
E o mais comum, – Estes calções já não me servem, devo estar mais gordo, alguém me arranja uns?

Já em praça, esgotada pelo 7º ano consecutivo, um bem apresentado curro da ganadaria Pinto Barreiros com os pesos a variar entre os 545 kg e os 515 kg, ia por à prova a boa época que o Grupo tem vindo a realizar. Para tourear a cavalo apresentavam-se Luís Rouxinol, Vítor Ribeiro e Tiago Carreiras.

Um minuto de silêncio marcou o início da corrida e logo para o primeiro toiro mais um momento de emoção.

Pedro Freixo agarrou no barrete para a sua última pega como elemento activo dos Montemorenses, brindou à mãe, à namorada e ao Grupo e citou de largo comovido. Em sorte o toiro que se viria a revelar o mais sério da corrida que só permitiu que a pega se realizasse à 3ª tentativa. Na primeira o forcado não esteve bem, na segunda o toiro mostrou-se muito duro na reunião e à terceira com uma boa primeira do primo António Corrêa de Sá encerrou esta actividade que nos marca para a vida.

Fardou-se de 1996 até 2008 tendo-se revelado como um dos elementos mais eficazes nos últimos 10 anos, realizando muitas das pegas importantes que marcaram esta década. Soube transmitir confiança a quem se fardava a seu lado, aliada a uma boa disposição sempre presente que contagia com quem convive. Parabéns Pedro pela tua carreira.

Para o segundo toiro da tarde foi escolhido João Cabral, brindou ao “Ti Veca” e toda a sua família e citou de largo, aguentou a investida pronta e sem dificuldades encerrou uma bonita pega, bem rematada pelo antigo elemento João José Comenda.

Manuel Mata e João João José Comenda marcaram a tarde de Montemor no terceiro da corrida. Perfilaram-se para a cernelha, nesta última pega deste grande forcado, brindaram aos cabos, ao Grupo e ao irmão João e centraram-se na arena. Com uma grande entrada, a parelha iniciou uma guerra que se viria a revelar uma grande pega à primeira tentativa, galões, derrotes, cornadas e patadas foram atacados de todas as maneiras e depois de alguns minutos que pareceram horas concluíram a pega da tarde e uma das melhores da temporada.

Manuel Mata que nesta tarde convidou o já retirado Comenda, por este ter sido o rabejador que o acompanhou sempre, voltou a mostrar todo o seu valor. Fardou-se de 1994 a 2008 e também ele se revelou como um dos elementos mais importantes da sua geração. A sua disponibilidade e entrega, aliada a uma coragem interminável fizeram do Manel um dos grandes forcados que envergaram a jaqueta Montemorense. Obrigado Manel por tudo aquilo que deste ao Grupo, juntamente com o Pedro serão sem dúvidas recordados na história do Grupo de Montemor.

Para abrir a segunda parte e depois de uma bonita homenagem à família Veca, foi escolhido o forcado João Tavares que, apesar de não ter estado perfeito na reunião, agarrou-se para ficar tendo aguentado duros derrotes antes da chegada dos ajudas, encerrando uma boa pega à 1ª tentativa.

O quinto da tarde foi pegado à 1ª tentativa pelo elemento Pedro Santos, que à imagem do que tem vindo a fazer esta época reuniu com mestria e fechou-se com poder à córnea tendo sido bem ajudado pelo restante Grupo.

Para encerrar a corrida o cabo auto escolheu-se, brindou ao pai, grande referência no Grupo, João Cortes e citou com presença, aguentou a investida de largo e com uma grande reunião em que consentiu ao máximo o oponente fechou-se para não mais sair, o rabejador Rodrigo Pietra Torres rematou mais esta bonita pega.

Pedro Melro foi o terceiro elemento a se despedir das arenas, nesta tarde emotiva, fardou-se de 1999 a 2008 e também ele marcou uma geração do Grupo de Montemor. Reconhecido como ajuda distinguiu-se sobretudo pela sua importância no espírito de Grupo, e também ele será um elemento que o Grupo não esquecerá. Parabéns Pedro Melro pelo forcado que foste.

E foi assim que a corrida chegou ao fim mas, muito ainda estava par vir. Depois de mais de 7 horas de festa, esta ainda estava a meio seguiu-se um jantar com mais de 140 pessoas no restaurante da Nossa Sra. da Visitação cheio de ambiente e boa disposição. Foram vários os discursos que se ouviram nesta noite com destaque para os elementos que se despediram e para o do antigo Cabo Paulo Vacas de Carvalho que reviveu todos os bons momentos com o eterno Veca.

A noite terminou na Feira já o sol raiava no céu.

Dias como este não se esquecem nunca!

Rodrigo Corrêa de Sá
Setembro de 2008

Reportagens Fotográficas:
http://www.tauromania.pt/noticias_detail.php?typ=reportagens&aID=2962

http://pitonapiton.jimdo.com/montemor_070908.php

http://pitonapiton.jimdo.com/montemor_080908.php

Voltar
com o apoio de