Nome
E-mail
Home | Notícias
Corrida de Toiros em Setúbal

Depois deste duro e grande mês de Agosto, que parece não acabar (para os elementos actuais), que têm percorrido Portugal de lés a lés, nada melhor que puder desfrutar de um dia com duas corridas! Depois de durante a tarde o grupo ter actuado na histórica praça da Idanha, onde apenas se fardaram 13 elementos, os restantes dirigiram se para a já conhecida praça de toiros Carlos Relvas, em Setúbal.
 
Foi na casa do amigo Tiago, em Azeitão onde o grupo se reuniu. Fomos muito bem recebidos, com um lanche ajantarado onde não faltaram os famosos queijos e as sempre saborosas tortas de Azeitão, como manda a tradição.

Na corrida, composta por João António Moura que comemora esta época 30 anos de alternativa, António Ribeiro Telles que completa 25 anos e pela promessa António Maria Brito Paes, que tinham pela frente um bonito curro de toiros Brito Pães, curro este, que foi pegado pelo nosso grande grupo e pelo grupo de Setúbal.

Quanto à corrida em si, os toiros deixaram se lidar no geral. Nas lides, destaque para a segunda lide do cavaleiro de Monforte, onde impôs todo o saber de trinta anos a andar na festa, para a garra e empenho do cavaleiro da Torrinha, que mostrou ganas para triunfar como é seu apanágio. Quanto ao Mia, mostrou que não queria ficar por baixo destas duas figuras, puxou dos galardões e triunfou, como tem vindo a acontecer ao longo da época.

No capítulo das pegas:

Para abrir praça, um forcado que tem demonstrado provas de querer andar para á frente, Manel Ramalho. Pela frente tinha um toiro com 505kg e quatro anos de idade. Brindou a António José Zuzarte, citou o toiro cá de trás como mandam as regras, o toiro arrancou se de largo, e o Manel devia ter aguentado um pouco mais, no momento da reunião adiantou-se um pouco mas depois quis lá ficar como ninguém e mesmo tendo ficado um pouco fora da cara, repôs-se, e com o toiro a fugir ao grupo, lutou até ao fim, concretizando assim uma pega cheia de querer, mostrando que mesmo não se estando perfeito, a vontade pode resolver, olé Manel!

No 3º da ordem, com 4 anos de idade e 470kg, o Zé Maria escolheu um forcado que nesta segunda quinzena de Agosto tem vindo a demonstrar provas que está cá para o que calhar, e que depois de ter pegado na Arruda e nas Caldas bem, fez o mesmo nesta nocturna. Estou a falar do Filipe Mendes, que depois de brindar ao seu pai e nosso grande amigo, efectuou um pega com princípio, meio e fim. Citou bonito, mandou, templou e obteve um boa reunião, tornando fácil o difícil, contando com uma boa ajuda do Quim Zé e do restante grupo.

Para fechar praça, perfilou-se o jovem Nelson Campaniço que perante um Brito Paes com 460kg e o 4 na espádua, citou bonito mas no momento da reunião, não esteve correcto e depois de uma voltareta saiu lesionado. Para a dobra saltou o Miai, que mostrou vontade e na primeira tentativa tal era a vontade, que ao carregar quase chocou com o toiro, resultando numa deficiente reunião, mas que mesmo assim só fechado com um braço tentou por tudo lá ficar. Na segunda tentativa já com as ajudas mais carregadas, entrou nos terrenos do toiro e o grupo fechou com coesão com destaque para a primeira do João Santos, e para a rabejação do sacaiozinho.   

O grupo de Setúbal não teve uma noite fácil. No primeiro toiro após efectuar 5 tentativas, viram o animal ser recolhido sem ser pegado, o segundo foi pegado ao terceiro intento e o último à primeira tentativa.

Um agradecimento ao Tiago e à sua família pela maneira como receberam o grupo, e pelo grupo de Montemor.
Venha vinho…

Francisco Mira
Agosto de 2008

REPORTAGEM FOTOGRÁFICA:
http://www.tauromania.pt/noticias_detail.php?typ=reportagens&aID=2873

Voltar
com o apoio de