Nome
E-mail
Home | Notícias
Idanha, terra de Gladiadores.

Em mais um fim-de-semana de Agosto, e no seguimento de uma corrida nas Caldas em que as coisas não correram como desejávamos, o nosso grupo rumou a Idanha-a-Nova.

Nesta corrida em que os cavaleiros eram José Manuel Duarte e Manuel Telles Bastos, o matador o Procuna e o grupo opositor o de Coimbra, esperávamos que os toiros fossem do ferro Sommer d’Andrade e tivessem um peso confortável para que a rapaziada mais nova pudesse crescer.

O grupo que se fez à estrada era capitaneado por mim e pelo forcado Rodrigo Pietra, e composto por mais 11 elementos (os 13 da sorte) entre os quais se destacam o enorme Manuel Laurentino e o estreante Diogo Perdigão. Os restantes elementos do GFAM estavam destacados para a corrida de Setúbal, que se realizava no mesmo dia às 22h.

Os toiros, que esperávamos pequenos, afinal eram da ganadaria Vasconcellos Souza d’Andrade e tinham 4 anos…como não podia deixar de ser calharam-nos os maiores, com pesos anunciados no sorteio de 510Kg e 570Kg.

Eu, que não estou muito habituado a chefiar um grupo, confesso que a esta altura perdi a vontade de sorrir.

Para o primeiro toiro, muito bem apresentado, lento na investida e cheio de força, obrigando a que o forcado estivesse perfeito, escolhemos o Frederico Manzarra, um homem da Terra. Este GLADIADOR fez o que o toiro lhe pediu, consentiu muito bem e agarrou-se como um Leão.

O quarto da tarde, embora mais pequeno do que o primeiro, era também um toiro sério que pedia forcados. Para a cara escolhemos o Carlos Cardoso, este nosso forcado não compreendeu o toiro e adiantou-se, ainda tentou agarrar-se mas já foi tarde para se emendar, lesionado nas costas teve que recolher à ambulância. Para o dobrar foi outro GLADIADOR da Terra, Rodrigo Pietra. O meu braço direito e esquerdo deste dia “calçou o barrete” e resolveu este problema com a vontade que lhe conhecemos.

O Grupo de Forcados Amadores de Coimbra pegou o segundo toiro da tarde à primeira e o quinto à quarta tentativa.

Antes de rumarmos a casa com o sentimento de missão cumprida, lanchámos em casa da família Manzarra, a quem agradecemos a calorosa recepção.

António Corrêa de Sá
Agosto de 2008

Reportagens Fotográficas:
http://www.tauromania.pt/noticias_detail.php?typ=reportagens&aID=2874

http://toureio.no.sapo.pt/index1.htm

Voltar
com o apoio de