Nome
E-mail
Home | Notícias
Nas Caldas não foi a nossa noite!

Após um fim de semana intenso de três corridas, no qual o Grupo triunfou e de que maneira, no dia 22 de Agosto, deslocámo-nos à centenária Praça de Toiros das Caldas da Rainha para cumprir mais um compromisso agendado, neste fim de semana de mais três espectaculos.

A corrida foi montada pelo site "Tauromania" em associação com o empresário Paulo Pessoa de Carvalho,antigo elemento do GFAM, assim como dois dos sócios do referido site, Rodrigo Corrêa de Sá, e José Fernando Potier, todos eles valorosos elementos do passado recente, que contribuiram efectivamente para grande historial do nosso grupo.

Tenho feito algumas crónicas a pedido do Zé Maria, e nelas tenho tentado ser o menos crítico possível, uma vez que ainda sou elemento activo, e ao estar a faze-lo, poderia não estar a ser solidário com os meus colegas.

Assim, quanto à corrida em questão vou apenas referir alguns aspectos que acho interessantes para quem não pode assistir "in loco" .

O cartel estava muito bem montado, antevendo uma grande noite de toiros e de competição.

O mesmo não aconteceu, tendo o espectáculo sido frio,  passando ao lado de alguns intervenientes.

Em sorte calharam-nos 3 toiros de Pégoras com os pesos a rondarem os 460 kg, ganaderia que pertencente a um antigo elemento e fundador do GFAM, o Exmº Srº Drº Barata Freixo, que deixou uma valorosa e numerosa descendência no nosso grupo, pois foram também elementos do GFAM, o seu filho Drº João Barata Freixo e os seus netos Simão da Veiga, João Freixo e Pedro Freixo, este último ainda em actividade.

Para o primeiro toiro foi escolhido o forcado João Cabral que não teve uma noite fácil, uma vez que apenas conseguiu efectuar a pega à quarta tentativa.

O João esteve algo adormecido nas tres primeiras tentativas, às quais também não ajudou a característica do toiro tirar a cara após a reunião.

Para abrir a segunda parte do espectáculo, coube ao Filipe Mendes a responsabilidade de enfrentar o nosso segundo toiro. Foi uma pega perfeita, na qual o Forcado efectuou todos os tempos como mandam as regras; alegrou, aguentou, recuou, consentiu, reuniu à barbela fazendo a pega mais bonita da corrida.

O ultimo toiro apresentava alguns problemas de locomoção após a cravagem de um ferro, o que lhe acrescentou algumas dificuldades para a pega.

Para tal efeito foi escolhido o João Caldeira, que se apresentava bastante moralizado depois das últimas actuações. No entanto o João não conseguiu tirar alguma brusquidão ao oponente, tendo uma má reunião na primeira tentativa, sendo mal ajudado na segunda, fechando-se à terceira tentativa já com o grupo a ajudar em cima.

Não foi concerteza o sucesso ambicionado por todos nós e pelos empresários, pelos quais nutrimos uma grande amizade e carinho, e desde já pedimos as nossas desculpas pela fraca actuação na corrida.

Gostariamos de deixar aqui publicamente, uma mensagem de solidariedade e incentivo para a "Tauromania", não só pelo trabalho sério que têm desenvolvido da defesa e divulgação da festa, mas também para iniciativas futuras.

Pelo GFAM
Venha vinho...

Manuel Mata
22 de Agosto de 2008

Reportagens Fotográficas:
http://www.tauromania.pt/noticias_detail.php?typ=reportagens&aID=2864

http://www.tauromania.pt/noticias_detail.php?typ=reportagens&aID=2885

http://toureio.no.sapo.pt/index1.htm

Voltar
com o apoio de