Nome
E-mail
Home | Notícias
Pedro Santos marca a Corrida de Montemor.

No passado dia 3 de Maio realizou-se a primeira corrida de toiros do ano, na cidade montemorense.

No cartel competiam os cavaleiros Joaquim Bastinhas, Vítor Ribeiro e Manuel Telles Bastos, para as pegas perfilavam-se naturalmente os de Montemor e pela primeira vez na nossa cidade, o Grupo de Forcados Amadores de Vila Franca, pela frente um bem apresentado curro de uma das ganadarias em melhor momento, António José Teixeira.

A Herdade da Chaminé foi o ponto de encontro, o antigo elemento Simão da Veiga não quis deixar passar esta oportunidade para receber os seus amigos e assim apresentar a sua nova casa. Em ambiente de confiança o Grupo fardou-se para mais esta prova na época de 2008.

Já em praça, a tarde era de Verão, a nossa castiça arena apresentava-se com 2/3 de casa fugindo um pouco à tradição de Montemor é Praça Cheia mas, nem por isso com menos ambiente.

O primeiro toiro da tarde com o peso de 590 kg apresentou-se reservado chegando ao final da lide sem mostrar sinais de cansaço. Para a cara, o cabo Zé Maria escolheu-se a si mesmo (acreditem não é tarefa fácil). Brindou ao público e mal tinha colocado o barrete, já estava a aguentar uma investida solta e violenta do oponente. Mostrou-se com mais um passo mas, não conseguiu evitar uma reunião muito dura que obrigou o Zé Maria a nova tentativa. À segunda conseguiu mandar no toiro e depois de uma reunião exemplar o Grupo não teve dificuldades em rematar uma boa primeira pega.

Manuel Telles Bastos lidou o terceiro toiro da tarde, não tendo conseguido alcançar o êxito pretendido. Com o peso de 515 kg, o toiro mostrou-se manso e com poder dando indicações de uma pega difícil. Pedro Santos Brindou à família Freixo Veiga agradecendo a forma como nos recebeu, citou de largo e com presença, mandou na investida e reuniu com vontade, aguentou dois primeiros derrotes de grande violência que não deram hipóteses aos ajudas de entrar e já com o toiro a fugir ao grupo mostrou uma determinação única, para conseguir manter-se agarrado durante uma viagem longa e dura. O Grupo só conseguiu fechar a pega depois de meia volta à arena, rematando com personalidade o rabejador Rodrigo Pietra Torres. Importante foi também a ajuda do Cabo Zé Maria que ao aperceber-se do percurso do toiro e das dificuldades do Pedro saltou em momento oportuno.

Se há pegas que marcam a temporada tenho a certeza que esta será uma delas, com todo o mérito para o Forcado da Cara, Pedro Santos que, em dia de aniversário não poderia ter melhor prenda. Parabéns Pedro!

O quinto toiro foi lidado pelo cavaleiro Vítor Ribeiro que, mais uma vez provou que é um dos artistas em melhor momento, saindo por cima de um oponente que se mostrou sério e com poder. João Mantas foi o forcado escolhido, e depois de brindar aos pais, colocou o barrete com o à vontade que lhe conhecemos, cumpriu os tempos da pega e com uma boa reunião fez do difícil, fácil, com o Grupo a mostrar grande oportunismo nas ajudas corrigindo a sua posição depois do toiro fugir para a zona do director de corrida, encerrando assim mais esta bonita pega.

O Grupo de Vila Franca mostrou também o bom momento que atravessa e concluiu todas as suas sortes à 1ª tentativa, com destaque para a pega do Cabo Vasco Dotti.

O dia era de festa e a noite prometia, no bonito restaurante da Nossa Sra. da Visitação o Grupo reuniu-se para um jantar de grande ambiente. Na companhia dos amigos do Grupo de Vila Franca ouviram-se discursos emotivos, fizeram-se brindes sentidos e comemorou-se mais esta grande festa na grande cidade de Montemor.

Quanto ao resto da noite, como podem calcular não acabou cedo…

Rodrigo Corrêa de Sá
6 de Maio de 2008

FotoReportagem: Francisco Romeiras

Voltar
com o apoio de