Nome
E-mail
Home | Notícias
Festa Campera na Herdade da Machoa

Realizou-se no passado dia 12 de Abril a habitual festa campera na Herdade da Machoa.

Reunimo-nos ás 10:30 no café Central em Reguengos. Sem a habitual presença de alguns elementos mais velhos inclusive, o cabo José Maria Cortes por motivos de força maior quem assumiu o comando do Grupo foi o cabo dos juvenis Francisco Reis.

Perto das 11:30 chegámos à bonita herdade da Machoa onde fomos bastante bem recebidos, como já vai sendo habitual pelo Eng. Luís Rocha.

A festa começou cedo, foram tentadas algumas reses pelo novilheiro Gonçalo Montoya. Seguiu-se o acosso e derriba onde se notabilizou um antigo elemento e pai de um forcado no activo, de seu nome Carlos Santos pai de João Maria Santos.

De seguida saiu um novilho para ser pegado por nós. Depois de alguns lances de capote o elemento escolhido para fazer a primeira pega da tarde foi Nelson Campaniço, forcado da terra, que se fardou pela primeira vez no grupo amador no final da época passada mas que, já deu provas que pode vir a ser um excelente forcado, com uma pega à primeira tentativa e com o grupo coeso a ajudar seguiram-se os forcados, Miguel Pinto, Manuel Ramalho, Francisco Borges e António Vacas de Carvalho.

Com o aquecimento já feito os cavaleiros apearam-se e juntaram-se aos forcados e à assistência para o habitual pic-nic, depois de muitos jogos de rugby e de muitos toiros pegados foi então tempo para alguns fados, fados esses cantados pelo Marialva Rodrigo Pereira e por Carlos Santos, entre outros talentosos fadistas que animaram esta tarde. Durante este agradável pic-nic houve também tempo para um breve discurso do Ganadeiro Fernando Palha dirigido ao Eng. Luís Rocha em tarde de homenagem ao mesmo, um discurso sentido e que tocou a muita gente.

Perto das 15:30 saiu a primeira vaca para o nosso Grupo pegar, depois de umas palavras do responsável nesta tarde, Francisco Reis, o Grupo preparou-se para pegar a rês. Foi escolhido para abrir a vaca o elemento Francisco Borges que treinava pela primeira vez esta época devido a algumas lesões que o impediram de treinar mais cedo. Concretizou a pega à 1ª tentativa, seguiram-se cerca de sete ou oito pegas em que entre forcados de cara e ajudas desfrutaram ao máximo desta rês, sempre sob o olhar atento de alguns antigos elementos e a corresponder às ordens do cabo do grupo juvenil.

Para abrir a segunda vaca que tal como a primeira tinha uma excelente apresentação foi escolhido o jovem forcado António Vacas de Carvalho que tem vindo a fazer uma boa pré-temporada o que o faz prometer uma época ainda melhor, concretizou à primeira tentativa este sua pega com o grupo sempre a aplicar-se. Quis também relembrar os velhos tempos o amigo João Maria Murteira Correia ao pegar esta vaca que foi ainda pegada pelo bandarilheiro Pedro Gonçalves que também quis mostrar que também se dá bem sem o capote nas mãos.

Seguiu-se a condução dos cabrestos pelos campinos da casa e pouco tempo depois foi feita uma emocionante homenagem ao Eng. Luís Rocha que sempre nos recebe tão bem na sua herdade, entre fados e histórias a festa continuou pela noite dentro como já vai sendo tradição.

Francisco Reis e Francisco Borges Jr.
13 de Abril de 2008

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Voltar
com o apoio de