Nome
E-mail
Home | Notícias
Campo Pequeno, a primeira de muitas!

No passado dia 6 de Setembro, aconteceu em Lisboa mais um marco importante na longa vida Grupo de Forcados Amadores de Montemor-o-Novo.

Quis o destino que a estreia do nosso novo cabo, a chefiar o grupo, decorresse na mais importante praça do país.

Compromisso de responsabilidade que o novo Cabo, José Maria Cortes, enfrentou com naturalidade, responsabilidade, e até alguma "tranquilidade", pois os grandes homens, foram feitos para os grandes momentos.

Como elemento do G.F.A.M., tenho o orgulho de ter sido chefiado por dois grandes Cabos, e de continuar a sê-lo pelo Zé Maria.

Falando da corrida em si, importa referir mais um pormenor desta nossa nova gerência; o grupo após a fardação que decorreu na casa do cabo, foi transportado para a praça num enorme mercedes de 400 cavalos, ou seja num excelente autocarro da Carris.

O cartel era composto pelos cavaleiros João Moura, Vítor Ribeiro e Francisco Palha, Os Forcados eram os de Montemor e Santarém e os toiros pertenciam à ganadaria Lupi. A corrida em si foi agradavel, tendo os toiros que calharam ao nosso grupo bom tipo e excelente apresentação.

Para o primeiro toiro da corrida o Cabo José Maria Cortes indicou-se a sí próprio para realizar a pega.Foi uma excelente escolha.

O Zé Maria após brindar ao público, mostrou-se ao toiro cá de trás e com um cite de fino recorte andou com calma para o deixar descansar. Depois fez tudo certo, mandou, parou e templou, tendo uma boa reunião, que lhe porpocionou uma vistosa viagem até aos ajudas que estavam a dar vantagens e fecharam bem a pega.

Para o nosso segundo toiro, que aparentava estar com mais poder, foi escolhido o forcado Pedro Preixo. O Pedro, forcado seguro, não esteve perfeito como nos tem habituado.Depois de brindar ao Pai Mendes que comemorava o seu aniversário nesse dia ,não tendo conseguido boas reuniões nas duas primeiras tentativas, nas quais faltaram também uma pequena dose de sorte, para conseguir lá por os braços, realizou a pega ao terceiro intento com uma importante primeira ajuda do experiente "Tó Sá".

Para fechar praça foi escolhido o João Mantas que após brindar ao enorme "canholas" , viria a realizar a pega mais vistosa da noite Lisboeta. O toiro ficou um pouco fechado em tábuas, tendo o "Mantinhas" andado para o toiro com galhardia, para apenas o conseguir fazer arrancar já depois dos tércios. O toiro arrancou violento e a descompor-se, tendo o forcado recuado muito bem com ele, para se fechar com alma e realizar uma viagem emocionante que contou com uma efectiva primeira ajuda do J.P. e do restante grupo, fechando assim da melhor maneira a nossa actuação.

O Grupo de Santarém realizou as suas pegas à 1ª, 3ª e 2ª tentativas. 

De seguida jantamos no restaurante "Sal e Brasas", do nosso amigo Zé Guerra, jantar esse que foi bastante animado, com a presença de muitas "flores" e antigos elementos.

Pelo Grupo de Montemor
Venha Vinho...

Manuel Mata
Setembro de 2007

 

Fotografias: Francisco Romeiras

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Voltar
com o apoio de