Nome
E-mail
Home | Notícias
Exibição em bom plano na Feira do Toiro

No passado dia 19 de Fevereiro, o Grupo de Forcados de Montemor reuniu-se para actuar no grande evento tauromáquico, que foi a Feira Nacional do Toiro, em Santarém.

Já no dia anterior na mesma feira, tinha recebido o prémio de Melhor Grupo de Forcados em 2005, entregue pela empresa Tauromania, após votação de centenas de aficionados. Foram muitos os elementos que estiveram presentes, antigos e actuais, que aproveitaram a oportunidade para se juntaram mais uma vez e partilharem o ambiente único deste famoso evento.

No domingo, a exibição do Grupo de Montemor estava dividida em duas partes, uma primeira em que os elementos mais novos perante uma vaca brava, demonstravam toda a sua coragem. A segunda parte tinha como objectivo mostrar a pega de cernelha, sorte que muitas vezes não é respeitada nas nossas praças. Para esta tarefa estavam reservados os elementos mais velhos que perante um conjunto de vacas mertolengas, ilustravam também como é uma tradicional ferra de gado manso.

Depois da noite animada de sábado, não foi fácil reunirmo-nos à hora marcada mas, com mais ou menos sono, juntámo-nos de novo para mais esta actuação.

Apresentámo-nos em praça e preparámo-nos para pegar a primeira vaca logo à saída dos curros, pega conhecida como “sorte gaiola”. João Caldeira alegrou a vaca e fechou-se como se de um toiro trata-se, com o grupo encostado às tábuas, a pega foi vistosa pondo o público vibrante desde início. Seguiram-se pegas de alguns elementos mais novos, Manuel Ramalho, António Vacas de Carvalho, Francisco Borges e Manuel Vacas de Carvalho, que sozinhos demonstraram, toda a força da escola de forcados dos Montemorenses.

Já com as vacas mansas em praça, então a animação foi total, todo o grupo se entregou às pegas de cernelha, que aconteceram para todos os gostos. Uns cernelharam, outros rabejaram, alguns só rebolaram, mas em pouco mais de 20 minutos viram-se dezenas de pegas de cernelha, a que o público correspondeu com entusiasmo.

Quando as vacas foram recolhidas, todos os elementos juntaram-se para agradecer os aplausos. No final e depois da tradicional fotografia para a posteridade, apercebemo-nos que a época tinha começado ali, em Santarém.

Rodrigo Corrêa de Sá
20 de Fevereiro de 2006

Voltar
com o apoio de